ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, DOMINGO  01    CAMPO GRANDE 27º

Interior

Envolvido em racha que terminou na morte de entregador é preso

Rony Rafael do Nascimento, de 33 anos, dirigia um veículo HB20 no momento do racha

Por Adriano Fernandes | 23/06/2021 19:24
Perito fazendo levantamentos no local do acidente, na madrugada de domingo (20). (Foto: Olimar Gamarra e Maikon Jr)
Perito fazendo levantamentos no local do acidente, na madrugada de domingo (20). (Foto: Olimar Gamarra e Maikon Jr)

Foi preso nesta quarta-feira (23) o outro motorista envolvido no racha, que resultou na morte do entregador Samuel Pompílio Bernardino dos Santos, de 22 anos, na madrugada do último domingo (20), em Rio Brilhante, cidade a 163 quilômetros de Campo Grande. Rony Rafael do Nascimento, de 33 anos, dirigia um veículo HB 20 na disputa de corrida com um Toyota Corolla pela na Rua Prefeito Theofanes, na saída para Maracaju em Rio Brilhante.

Ele fugiu depois que o condutor do Corolla, Flaviano Macena de Oliveira, de 26 anos, atropelou o motociclista. Rony se entregou à Polícia Civil da cidade nesta manhã, acompanhado de um advogado. Ele se negou a responder as perguntas do delegado responsável pelo caso, Alexandre Neves, durante o depoimento. Como ele já era alvo de um mandado de prisão preventiva, acabou sendo preso.

"Ainda não concluímos o inquérito, devemos finalizar até semana que vem, mas já ouvimos várias pessoas, estamos com imagens de câmeras de segurança da região que mostram a velocidade que os carros passam na rua pouco antes da batida’’, disse o delegado ao portal Rio Brilhante em Tempo Real.

Flaviano está preso desde o dia do acidente, quando teste do bafômetro atestou que ele havia bebido. Durante o racha, o motorista invadiu a pista contrária e atingiu a moto onde estava a vítima. O carro só parou a cerca de 100 metros, depois de derrubar um poste de iluminação e uma arvore. Samuel morreu na hora.

O condutor do HB20 fugiu logo após o acidente. No Corolla estavam outros dois passageiros, um homem e uma mulher de 20 anos. Eles e também o motorista foram socorridos até o hospital da cidade. Flaviano foi preso flagrante por homicídio culposo, quando não há intenção de matar, na direção de veículo. Ele teria alegado durante depoimento, que a moto transitava com farol apagado por isso não viu sua aproximação.

No entanto, essa hipótese foi desmentida durante a investigação, segundo o delegado. A dupla estava retornando de Maracaju no momento do racha. A Polícia Civil aguarda o resultado do laudos periciais do local e do IML (Instituto Médico Legal) para concluir o inquérito.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário