ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, DOMINGO  16    CAMPO GRANDE 23º

Interior

Estudante de Medicina de Dourados é uma das vítimas de execução no Paraguai

Das 4 vítimas, duas mulheres são brasileiras, ambas com menos de 20 anos

Por Ângela Kempfer e Helio de Freitas | 09/10/2021 10:26
Kaline em imagem postada nas redes sociais. (Foto: Reprodução)
Kaline em imagem postada nas redes sociais. (Foto: Reprodução)

 A douradense Kaline Reinoso, de 20 anos, é uma das 4 pessoas assassinadas na manhã de hoje, na saída de uma festa, em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia na fronteira com Mato Grosso do Sul.

Estudante de Medicina na UCP (Universidade Central do Paraguai), localizada em Pedro Juan, ela estava no carro de Osmar Vicente Álvarez Grance, de 32 anos, que seria o alvo do atentado.

Segundo a polícia do Paraguai, Kaline foi atingida por 14 tiros. Outra vítima identificada agora também é brasileira, Rhannye Jamilly Borges de Oliveira, de 18 anos, de Cáceres (MT). O corpo dela tinha 10 perfurações de bala, conforme a perícia.

Kaline e Rhannye era colegas de curso na faculdade de Pedro Juan Caballero.

 Rhannye Jamilly Borges de Oliveira também morreu no local. (Foto: Instagram)
 Rhannye Jamilly Borges de Oliveira também morreu no local. (Foto: Instagram)

Osmar foi executado com 31 tiros. Também morreu no local Haylée Caroline Acevedo, de 21 anos, que é filha do governador de Amambay (PY), Ronald Acevedo.

De acordo com as informações apuradas pelo Campo Grande News, foram encontradas pelo menos 60 cápsulas de calibre 7,62 e 50 de munições calibre 5,56.

A dinâmica do crime ainda não foi esclarecida. O que se sabe até agora é que pistoleiros chegaram em outro veículo, quando o grupo saiu da festa, entre 6h e 6h30 da manhã deste sábado.

Os bandidos desceram do carro e começaram a atirar contra 6 pessoas que estavam ao lado de Osmar. Quatro morreram no local e outras duas pessoas, ainda não identificadas, foram levadas em estado grave para o hospital.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário