ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, TERÇA  16    CAMPO GRANDE 28º

Interior

Estudante que esfaqueou colega em briga é indiciado por lesão corporal

Adolescente de 17 anos vai responder por infração análoga ao crime, mas fica em liberdade por ser menor

Por Helio de Freitas, de Dourados | 05/08/2022 13:49
Secretário de Segurança (centro) conversa com diretor da escola onde ocorreu esfaqueamento (Foto: Divulgação)
Secretário de Segurança (centro) conversa com diretor da escola onde ocorreu esfaqueamento (Foto: Divulgação)

O estudante de 17 anos que esfaqueou colega de escola na manhã de ontem (4) em Ponta Porã, a 313 km de Campo Grande, foi indiciado por infração análoga ao crime de lesão corporal dolosa. Como é menor de 18 anos, ele vai responder pelo ato em liberdade, mas pode ser condenado a cumprir medidas socioeducativas.

Já o menino de 15 anos, ferido com golpe de canivete na escápula esquerda durante briga no pátio da Escola Estadual Fernando Saldanha, no bairro Ipê II, foi atendido no Hospital Regional e liberado ainda ontem. O aluno também sofreu corte no polegar da mão direita ao se defender do segundo golpe.

O diretor narrou aos policiais militares que estiveram na escola que a briga começou por motivos fúteis. Vídeos gravados por outros estudantes flagraram o início da discussão, a briga e o momento em que o adolescente de 17 anos persegue o rival e o golpeia nas costas.

Nesta sexta-feira (5), o secretário municipal de Segurança Pública de Ponta Porã, Marcelino Nunes de Oliveira, esteve na escola para conversar com a direção. Segundo ele, a GCMFron (Guarda Civil Municipal Fronteira) e a Polícia Militar vão intensificar as rondas nas escolas de Ponta Porã, para coibir brigas e garantir mais segurança aos alunos.

Nos siga no Google Notícias