A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

16/12/2015 16:32

Exército anuncia presença de Dilma na segunda para conhecer Sisfron

Comandante da Brigada Guaicurus informou que presidente estará em Dourados para participar do lançamento do Polo Sisfron

Helio de Freitas, de Dourados
Presidente Dilma é esperada pelo Exército na segunda-feira em Dourados (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)Presidente Dilma é esperada pelo Exército na segunda-feira em Dourados (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)

Em meio à maior crise política de seu governo e ameaçada por um processo de impeachment, a presidente Dilma Rousseff (PT) deve vir a Mato Grosso do Sul na segunda-feira (21). A visita presidencial foi anunciada na tarde desta quarta pelo comando da Brigada Guaicurus, onde fica a sede do Exército na segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul.

De acordo com um convite distribuído pelo comandante da brigada, general Rui Yutaka Matsuda, Dilma vem a Dourados para conhecer o projeto de criação do “Polo Sisfron”, que faz parte do Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras. O polo envolve parceria com universidades, entidades, instituições e com o Sistema S para capacitação de militares jovens para o mercado de trabalho.

Conforme o comando da brigada, a solenidade com a presença da presidente da República está marcada para começar às 15h50. A assessoria do Palácio do Planalto informou que a presença de Dilma em Mato Grosso do Sul ainda não está confirmada, já a agenda para o dia 21 ainda está aberta, ou seja, pode ser alterada.

Em julho, o vice-presidente Michel Temer (PMDB) esteve em Dourados para conhecer o projeto-piloto do Sisfron, que começou a ser implantado em 2013 na faixa de fronteira entre Mundo Novo e Bela Vista.

No dia 3 deste mês foi a vez do ministro da Defesa, Aldo Rebelo, visitar a Brigada Guaicurus para acompanhar a implantação do projeto, que tem como meta proteger toda a fronteira seca do Brasil, de pelo menos 17 mil quilômetros de extensão.

Projetado para ser totalmente implantado até 2021, o Sisfron sofre com o corte de verbas. Até agora, o projeto-piloto recebeu menos da metade dos recursos previstos para a fase inicial.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions