ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SÁBADO  18    CAMPO GRANDE 35º

Interior

Fornecedores de “maconha classe A” para estudantes são presos

Defron apreendeu skank embalado a vácuo e maconha em embalagem personalizada

Por Helio de Freitas, de Dourados | 30/07/2021 14:51
Droga em embalagem personalizada apreendida hoje em Ponta Porã (Foto: Adilson Domingos
Droga em embalagem personalizada apreendida hoje em Ponta Porã (Foto: Adilson Domingos

Três homens acusados de fornecer maconha selecionada para estudantes universitários foram presos hoje (30), em Ponta Porã, cidade a 323 km de Campo Grande, na fronteira com o Paraguai.

Eles foram flagrados por policiais da Defron (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira), no bairro Jóquei Clube, com 55 quilos de maconha e 11 quilos de skunk, a chamada supermaconha.

Segundo agentes que participaram da apreensão, a droga considerada “classe A” é produzida por sistema diferente da maconha comum, embalada a vácuo para garantir mais qualidade e entregue em pacotes personalizados.

Foram presos Carlos Henrique Souza Vieira, 28, Uesnei Cabral Silveira, também de 28 anos, e Gabriel Rios Mendonça, 25. Na casa, os policiais também apreenderam um Hyundai HB20 preto.

Pais de universitários brasileiros que estudam Medicina no Paraguai fizeram várias denúncias à polícia contra os traficantes. O trio usava o HB20 preto aprendido e um Gol branco para circular nas imediações das faculdades.

Além da droga, na casa foram apreendidos balanças de precisão, plástico-filme, seladora a vácuo e sacolas metalizadas e personalizas com palavras em inglês, alusivas ao consumo de drogas.

Segundo a Defron, além da venda direta no local, a casa servia como entreposto do tráfico, onde a droga ficava armazenada até ser levada para outras cidades. Os três acusados foram trazidos com a droga para a sede da Defron, em Dourados.

Os três presos com “maconha classe A”, na sede da Defron em Dourados (Foto: Adilson Domingos)
Os três presos com “maconha classe A”, na sede da Defron em Dourados (Foto: Adilson Domingos)


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário