A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 24 de Junho de 2017

02/02/2015 12:45

Fretistas que atuam em obras da BR-163 protestam por pagamento

Caroline Maldonado
Funcionários das empresas que prestam serviço à BGOP colocaram caminhões em frente ao portão da sede (Foto: Angela Bezerra/Edição de Notícias)Funcionários das empresas que prestam serviço à BGOP colocaram caminhões em frente ao portão da sede (Foto: Angela Bezerra/Edição de Notícias)

Empresas que prestam serviço de frete para a BGOP (Brasília Guaíba Obras Públicas), nas obras de duplicação da BR-163, paralisaram o trabalho e colocaram caminhões em frente a sede da empresa, em Coxim, a 260 quilômetros de Campo Grande, com protesto pela falta de pagamento desde setembro de 2014.

A BGOP é uma das prestadoras de serviço da CCR MSVia (Companhia de Concessões Rodoviárias), que é responsável pela duplicação da BR-163. Segundo o jornal Edição de Notícias, os representantes das empresas A.P.G. da Silva ME e Carlos Alberto Boltelho, que transportam pedras no trecho entre Coxim e Costa Rica, decidiriam bloquear o acesso de veículos na BGOP desde a noite deste domingo (1°).

O pagamento deveria ser feito a cada 60 dias, mas os dirigentes da empresa apenas fazem promessas de que vão regularizar a situação. No canteiro de obras, funcionários também fazem reclamações. Eles alegam que não recebem cesta básica da empresa há dois meses.

Entre novembro de 2014 e janeiro deste ano, as obras na BR-163 foram paralisadas quatro vezes por atraso de pagamento a terceirizados e funcionários, ainda conforme o jornal Edição de Notícias, cujo a reportagem esteve na sede da empresa nesta manhã, mas não foi atendida. No dia 13 de novembro de 2014, cerca de 30 motoristas fizeram protesto, paralisando os serviços em reivindicação ao pagamento do aluguel dos equipamentos usados no trecho entre Rio Verde e Sonora.

O Campo Grande News entrou em contato com a CCR MSVia, que ainda não se manifestou sobre o caso.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions