A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Janeiro de 2019

11/04/2017 07:01

Funcionário de empresário morto será investigado por envolvimento no crime

Renata Volpe Haddad
Empresário caiu em emboscada e foi vítima de latrocínio. (Foto: Divulgação)Empresário caiu em emboscada e foi vítima de latrocínio. (Foto: Divulgação)

A Polícia Civil investiga se um funcionário do empresário Marcos Alexandre Ribeiro, 42 que foi vítima de latrocínio (roubo seguido de morte), pode ter participado do crime. O corpo do empresário foi encontrado na noite de ontem (10), na região da Cascalheira, no Distrito Industrial de Três Lagoas, distante 338 km de Campo Grande.

Segundo informações do site Perfil News, o funcionário viajava junto com o empresário de carona. Ambos seguiam para Panorama, quando no percurso, Marcos ligou para uma pessoa e informou que estava com uma quantia em dinheiro.

O funcionário ouviu toda a conversa e pelo aplicativo WhatsApp informou aos demais comparsas que prepararam uma emboscada para o empresário, no dia 2 de março. Ele ficou oito dias desaparecido.

Latrocínio - Participaram do crime pelo menos sete pessoas. Uma delas foi Gabriel Itacil, de 18 anos, que confessou ter matado o empresário.

Gabriel, que foi levado pelos policiais até o local onde o corpo foi desovado, afirmou que deu um mata-leão (enforcamento por trás) no empresário, o deixando desacordado. Depois, ele usou uma toalha para estrangular Marcos.

Já com a vítima morta, Gabriel transportou o corpo até o local da desova, contando com a ajuda de um amigo. Ele afirmou que pegou as joias que estavam com Marcos e as vendeu, conseguindo cerca de R$ 4 mil, de acordo o Jornal do Povo.

O carro da vítima foi encontrado queimado perto de uma casa em construção no Parque das Araras, residencial três-lagoense, no dia 3 de março.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions