A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

13/05/2016 15:28

Gestante tem confirmação de gripe A e marido e filhos estão com mesmos sintomas

Mariana Castelar

Foi confirmado mais um caso de vírus Influenza H1N1 em uma paciente de Corumbá, distante 419 km de Campo Grande. Este é o segundo caso da doença confirmada no município e a paciente entra em um grupo de risco. Ela tem 3 anos e está grávida de dois meses.

A paciente só teve certeza que estava grávida quando foi internada pela primeira vez por causa da gripe, no dia 4 deste mês, e como estava melhor foi liberada na segunda-feira (09), mas de acordo com informações da Vigilância em Saúde do município, ela se sentiu mal e retornou à Santa Casa, onde permanece internada.

A coordenadora da Vigilância em Saúde de Corumbá disse que o estado da gestante é bom e o acompanhamento constante é devido a gravidez. “Ela está bem, está sendo monitorada pela equipe médica e está fora de risco, pelo que o boletim médico informa. Como está grávida, é considerada paciente de risco, ou seja, que a gripe pode complicar o quadro clínico, então, por medida de precaução, a equipe entendeu que é melhor mantê-la internada para terminar o tratamento lá”.

De acordo com o site Diário Corumbaense, o marido e os filhos,que ainda são crianças, possuem os sintomas da gripe e estão realizando o tratamento em casa. O material dos três pacientes já foi coletado para análise, mas todos estão respondendo bem ao tratamento, conforme Viviane.

Este é o segundo caso confirmado do vírus Influenza H1N1 em Corumbá, mas ainda há 49 suspeitas, até exta sexta-feira (13). Os pacientes considerados população de risco pelo Ministério da Saúde são as crianças com até cinco anos, gestantes e idosos, segundo Viviane, que ressaltou que a tendência agora neste período de outono e inverno é que o número de casos aumente.

“É preciso redobrar a atenção. Não adianta a população entrar em pânico, mas deve ficar alerta aos cuidados de prevenção que já são comprovados que são eficazes, como lavar sempre as mãos, sempre que espirrar e tossir deve colocar a mão na boca, evitar aglomerações de pessoas e locais que não estejam ventilados, ficar atento para não levar a mão ao rosto para não se contaminar”, disse a coordenadora de Vigilância em Saúde.

Mato Grosso do Sul tem 15 casos de mortes por gripe A.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions