ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, DOMINGO  01    CAMPO GRANDE 27º

Interior

Governo reconhece situação emergencial provocada pela seca em cidade de MS

De acordo com a prefeitura de Deodápolis, a falta de chuva provocou significativa redução na receita local

Por Jhefferson Gamarra | 21/06/2021 15:45
Vista aérea do muncipio de Deodápolis (Foto: Divulgação/Assomasul)
Vista aérea do muncipio de Deodápolis (Foto: Divulgação/Assomasul)

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), reconheceu nesta segunda-feira (21), situação de emergência em 17 cidades brasileiras que foram afetadas por desastres naturais. Dentre os municípios citados pelo órgão, está Deodápolis, localizado à 252 quilômetros de Campo Grande, que vem sofrendo com a estiagem. A decisão publicada no Diário Oficial da União (DOU).

Com reconhecimento do governo federal, que têm vigência até o dia 29 de novembro, o município poderá solicitar recursos para restabelecimento de serviços essenciais e amenizar a escassez de água.

No pedido de reconhecimento de situação emergencial, a prefeitura de Deodápolis justificou a seca provocada pela diminuição no nível das chuvas. Para a cidade eram previstos de 500 a 800 milímetros entre os meses de março e abril, porém apenas 271,5 milímetros foram registados.

Conforme a prefeitura, a estiagem na cidade resultou em prejuízos de 80% nas culturas da safra de milho, cana, mandioca, pecuária de corte e leiteira. Provocando uma redução significativa na receita local.

De acordo com o ministério, uma equipe técnica do órgão avaliará as metas e os valores que poderão ser liberados. Para ter acesso aos recursos, a prefeitura deverá apresentar um diagnóstico dos danos e um plano de trabalho para a execução das ações.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário