ACOMPANHE-NOS    
MAIO, DOMINGO  22    CAMPO GRANDE 16º

Interior

Grupo é preso com 10 máquinas para golpe do cartão de crédito

Quadrilha confessou que veio de outros estados para aplicar golpes em vítimas já selecionadas em MS

Por Mirian Machado | 29/04/2021 16:02
Máquinas de cartão apreendidas nos veículos da quadrilha que aplicava golpes (Foto: Adilson Domingos)
Máquinas de cartão apreendidas nos veículos da quadrilha que aplicava golpes (Foto: Adilson Domingos)

Quatro homens, Gabriel dos Santos Moraes, de 23 anos, Gustavo Samuel Vieira e Pablo Patrick Colaco da Silva, ambos de 24 anos e Jhonatan Souza Soares, de 25 anos, foram presos em flagrante por associação criminosa em Dourados, cidade a 233 km de Campo Grande. A quadrilha foi pega com 10 maquininhas de cartão após aplicar vários golpes no Estado.

No inicio da noite de ontem (28), Gustavo e Pablo, que seguiam viagem em um veículo Voyage preto, foram abordados pela PRF (Polícia Rodoviária Federal). Durante entrevista, ambos apresentaram nervosismo e por isso foi feito buscas no carro. A polícia encontrou 3 máquinas de passar cartão.

Ao ser questionada, a dupla contou histórias controversas e durante entrevista individual, Pablo acabou confessando o crime. À polícia, ele contou que veio juntamente com Gustavo de Curitiba, PR,  justamente para aplicar os golpes nas cidades de Mato Grosso do Sul, já com as residências predefinidas e com as vítimas já feitas por ligação telefônica.

Quando foram abordados, já haviam feito vítimas em duas residências de Naviraí e seguiam para Dourados para aplicar mais golpes.

Pablo admitiu ainda que se passava por motoboy, com capacete e crachá falso com nome de LOGGI e passava valores dos cartões das vítimas e fazia transferências. Enquanto Gustavo estacionava o veículo longe das casas que eram alvos.

Minutos após serem abordados, a polícia parou outro veículo, um Ford Ka branco, que tinha como ocupantes Gabriel e Jhonatan.

De inicio Jhonatan contou que estava visitando um tio em Naviraí, mas a dupla também apresentou nervosismo. Após entrevista, a polícia encontrou 7 maquinhas de cartão escondidas no veículo.

Em seguida Jhonatan acabou confessando que também estavam aplicando golpes de maquina de cartão. Ele utilizava inclusive aparelhos capazes de clonar dados dos cartões das vítimas para operações de transferências futuras.

Ele contou ainda que pegou as máquinas com uma pessoa em São Paulo, que não sabe informar o nome e que ela passava informações e as coordenadas para aplicação do golpe nas vítimas já selecionadas. Ele se passava por funcionário da Febraban e receberia R$ 700 por cartão. Disse ainda que Gabriel era responsável por leva-lo até os endereços.

A polícia chegou a conclusão que ambas as duplas estavam juntas no crime devido as várias semelhanças. Ambas vinham de Naviraí, apesar de hotéis diferentes, o grupo tinha nota fiscal de estadia dos mesmos dias e quase nos mesmos horários, além usar o mesmo modus operandi.

Por esse motivo, veículos, objetos e o grupo foram encaminhados à Defron de Dourados.  Eles responderão por associação criminosa e falsidade ideológica.

Após abordagem, grupo confessou que vieram ao Estado para aplicar os golpes (Foto: Adilson Domingos)
Após abordagem, grupo confessou que vieram ao Estado para aplicar os golpes (Foto: Adilson Domingos)


Nos siga no Google Notícias