ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SEXTA  27    CAMPO GRANDE 29º

Interior

Homem é morto na frente da namorada poucos dias depois de sair de presídio

Gilberto Acosta tomava tereré na frente de casa quando pistoleiros chegaram em carro com placa do Brasil

Por Helio de Freitas, de Dourados | 26/01/2022 18:32
Gilberto González Acosta, executado enquanto tomava tereré com a namorada (Foto: Direto das Ruas)
Gilberto González Acosta, executado enquanto tomava tereré com a namorada (Foto: Direto das Ruas)

Os pistoleiros voltaram a matar em plena luz do dia na tarde desta quarta-feira (26) na fronteira do Paraguai com Mato Grosso do Sul. Gilberto González Acosta, 37, foi executado com vários tiros de pistola 9 milímetros.

Acosta tinha saído há poucos dias da Penitenciária Regional de Pedro Juan Caballero, cidade separada por uma rua de Ponta Porã (a 313 km de Campo Grande).

Segundo o comissário Carlos Miguel López Russo, da Polícia Nacional, os matadores chegaram ao local em um Toyota preto com placa do Brasil. Gilberto tomava tereré com a namorada em frente à casa dela, no bairro San Gerardo.

O homem estava em uma cadeira de fio e não teve tempo nem de se levantar. Ele foi alvejado com vários tiros na cabeça e morreu sentado, com a cuia de tereré sobre a cadeira, entre suas pernas. Gilberto González Acosta tinha antecedentes por tráfico de drogas e era suspeito de participação em homicídio.

Nos siga no Google Notícias