A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

09/01/2016 12:57

Indígena de 47 anos é encotrada morta na comunidade “Pyelito Kue”

Antonio Marques

Uma mulher indígena de 47 anos foi encontrada morta nessa sexta-feira, dia 8, em Iguatemi, a 466 quilômetros de Campo Grande. O corpo de Alzira Domingues foi achado por moradores da própria comunidade “Pyelito Kue”, área ocupada localizada na região da Fazenda Cambará.

Conforme o site A Gazeta News, uma equipe da Polícia Civil de Iguatemi, chefiada pelo delegado titular Thiago de Lucena e Silva, esteve no local acompanhado de um agente da Funai (Fundação Nacional do Índio), mas são encontrou nada de anormal no corpo da vítima.

Segundo a Polícia Civil, a indígena não apresentava ferimento e nem sinais que indicasse ter sofrido algum tipo de violência. Apuraram que ela teria sido vista viva pela última vez por volta das 10h de sexta-feira e estava embriagada.

Segundo a polícia, o marido da vítima, o também indígena Bonifácio Lopes, não pode prestar nenhuma informação por, também, estar sob elevado efeito de bebida alcoólica.

O corpo de Alzira foi encaminhado IMOL (Instituto Médico e Odontológico Legal) de Naviraí para a realização de exame necroscópico com o objetivo de descobrir a causa à morte.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions