ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, SEXTA  24    CAMPO GRANDE 24º

Interior

Indígenas protestam por falta d'água e bloqueiam trecho de rodovia

Problema ocorre desde o ano passado; manifestação no local é pacífica

Por Gabriel Neris | 11/01/2024 10:17
Trecho de rodovia bloqueado (Foto: Fabiana Oliveira/Dourados News)
Trecho de rodovia bloqueado (Foto: Fabiana Oliveira/Dourados News)

Indígenas estão bloqueando trecho da MS-156, no trecho que liga Dourados a Itaporã, a mais de 230 km de Campo Grande, por falta de água nas Aldeias Bororó e Jaguapiru, localizadas na reserva do segundo maior município de Mato Grosso do Sul, onde moram cerca de seis mil famílias.

Há uma extensa fila de veículos, mas o protesto ocorrer de forma pacífica. O trecho está bloqueado nos dois sentidos.

Desde o ano passado, a falta de água nas aldeias indígenas de Dourados é recorrente. O Governo do Estado chegou a criar um grupo de trabalho para tomar medidas emergenciais com objetivo de melhorar o abastecimento.

Em setembro, o Campo Grande News publicou reportagem mostrando o sofrimento de crianças guarani-kaiowá caminhando sob sol forte e temperatura de 40°C para buscar água em um riacho contaminado por agrotóxicos.

À época, o vice-governador José Carlos Barbosa apresentou estudo para garantir água potável às aldeias. Entretanto, a decisão final, para tirar as medidas do papel, cabe à Sesai (Secretaria Especial de Saúde Indígena) – autarquia pertencente ao Ministério da Saúde e responsável pela saúde e saneamento dos povos indígenas no país.

O projeto foi apresentado aos técnicos da Coaep (Coordenação de Análise e elaboração de Projetos de Infraestrutura e Saneamento) da Sesai, o chefe do Dsei (Distrito de Saúde Especial Indígena), Arildo Alves Alcantara, mas a decisão final para tirar as medidas do papel cabe à Sesai (Secretaria Especial de Saíde Indígena), autarquia ligada ao Ministério da Saúde.

Com informações do Dourados News

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias