A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

24/02/2016 10:12

Índios arregimentam famílias de outras aldeias para acampar em área invadida

Pelo menos 40 pessoas já estão acampadas em terreno particular em Dourados e mais famílias devem chegar; líder do grupo diz que terras pertenciam a seus antepassados

Helio de Freitas, de Dourados
Índios que ocupam terreno particular próximo à reserva de Dourados (Foto: Eliel Oliveira)Índios que ocupam terreno particular próximo à reserva de Dourados (Foto: Eliel Oliveira)
O caiuá Katuri é de uma aldeia de Caarapó (Foto: Eliel Oliveira)O caiuá Katuri é de uma aldeia de Caarapó (Foto: Eliel Oliveira)

Índios de aldeias de outros municípios estão sendo arregimentados para acamparem no terreno particular ocupado sábado (20) em Dourados, a 233 km de Campo Grande. Pelo menos 40 pessoas já se instalaram na área, que fica entre o residencial Monte Carlo e o anel viário, nos limites da cidade com a reserva indígena, e mais famílias são esperadas para “fortalecer a luta”, segundo líderes do grupo.

O caiuá Katuri, que se apresenta como líder do grupo, disse que a área, atualmente loteada para construção de casas, pertencia a seus antepassados. Assim como outros que estão no acampamento, ele veio de uma aldeia de Caarapó, município a 50 km de Dourados.

“Não queremos arrumar confusão com ninguém, queremos apenas o que é nosso de direito, a propriedade da terra. Essa região, onde hoje tem os moradores [não índios], pertencia a nossos antepassados, 40, 50 anos atrás”, afirmou ele.

Katuri anunciou que outras famílias devem chegar nos próximos dias, de aldeias de outros municípios e também de Dourados. Líderes das aldeias Jaguapiru e Bororó, no entanto, afirmam que os índios que ocupam a área são desaldeados.

A Polícia Militar faz rondas no local, segundo o comando em Dourados, para garantir a ordem e evitar confronto entre índios e moradores. No sábado, dono da área chegou a ir ao local conversar com os índios e teria ocorrido um princípio de confronto. Ele entrou com pedido de reintegração de posse.

Polícia carioca pede extradição de traficante preso no Paraguai
A extradição do traficante Marcelo Fernando Pinheiro Veiga, o Marcelo Piloto, preso na cidade de Encarnación, no Paraguai, perto da fronteira com Mat...
Uems recebe inscrições em seleção para cursos de Educação à Distância até dia 22
Seguem abertas até 22 de dezembro as inscrições no processo seletivo de cursos de graduação e pós-graduação, na modalidade EaD (Educação à Distância)...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions