A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

16/03/2016 18:58

Índios que trabalham em sítios se unem a produtores para impedir ocupações

Helio de Freitas, de Dourados
Momento em que índios da aldeia Bororó tentavam impedir ocupação de sítio em Dourados (Foto: Direto das Ruas)Momento em que índios da aldeia Bororó tentavam impedir ocupação de sítio em Dourados (Foto: Direto das Ruas)

Moradores na aldeia Bororó e índios que ocupam sítios na região norte de Dourados, a 233 km de Campo Grande, quase entraram em confronto nesta quarta-feira (16). Funcionários das propriedades, os moradores da aldeia se uniram aos donos das áreas para ajudar a impedir novas ocupações.

O Campo Grande News apurou que hoje à tarde, índios que são funcionários dos sítios se concentraram em frente a uma das propriedades e repeliram a ocupação. Não há informação de brigas, mas os dois grupos teriam trocado ameaças.

Os moradores da aldeia reclamam que as invasões estão sendo feitas por índios de outras regiões de Mato Grosso do Sul e esse “clima de medo” criado no local só aumenta o preconceito contra as comunidades indígenas.

Em relatos feitos aos sitiantes, os índios douradenses afirmam que nem emprego conseguem arrumar porque nas empresas da cidade todos são vistos como “invasores”.

Alheios ao protesto dos “patrícios”, os índios que há dez dias começaram a ocupar sítios nos arredores da reserva e atualmente estão em 13 propriedades, continuam montando barracos nas áreas. Cercas foram cortadas e lavouras queimadas, segundo os moradores.

Barraco sendo montado em área invadida por índios (Foto: Eliel Oliveira)Barraco sendo montado em área invadida por índios (Foto: Eliel Oliveira)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions