A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

13/03/2016 19:21

Índios são expulsos por seguranças e policiais vão à fazenda invadida

Equipes da PM e da Polícia Federal seguiram hoje à tarde para a Fazenda Cristal, mas índios estavam na beira de estrada

Helio de Freitas, de Dourados
Índios denunciam que foram expulsos por seguranças de fazenda (Foto: Eliel Oliveira)Índios denunciam que foram expulsos por seguranças de fazenda (Foto: Eliel Oliveira)

Índios guarani-kaiowá que ocuparam no sábado (12) a Fazenda Cristal, entre os municípios de Dourados e Itaporã, afirmam que foram expulsos da área por seguranças armados. Os homens teriam disparado tiros contra o grupo que montava barracos na fazenda, vizinha da reserva indígena formada pelas aldeias Jaguapiru e Bororó.

Após receber a denúncia do suposto ataque, equipes da Polícia Federal e da Polícia Militar seguiram para a propriedade, que fica na margem da MS-156. O comandante da Polícia Militar em Dourados, tenente-coronel Carlos Silva, estava com o grupo.

O repórter-fotográfico Eliel Oliveira, do Campo Grande News e do jornal Diário MS, tentou acompanhar as viaturas, mas foi barrado na estrada por uma caminhonete Mitsubishi L200 prata, ocupada pelos policiais e um PM desceu com a pistola na mão, apontou em direção ao carro conduzido pelo jornalista e o mandou parar. O veículo tem adesivos do jornal nas laterais e no capô. Nesse momento, Carlos Silva disse ao repórter que ele não poderia entrar na fazenda.

Índios que teriam sido expulsos da propriedade estavam nas margens da estrada, escondidos no mato. Alguns deles conversaram com a reportagem e acusaram seguranças armados pelo ataque. Eles afirmaram que aguardam a chegada de mais índios de Caarapó para voltar a ocupar a fazenda.

Três pontos de ocupação – Com a ocupação da Fazenda Cristal, agora são três pontos de invasões feitas pelos índios nos arredores da reserva de Dourados. O primeiro acampamento foi montado em terrenos nos fundos do Residencial Monte Carlo, região norte da cidade. Foi nesse local que a relatora especial das Nações Unidas sobre os direitos dos povos indígenas, Victoria Tauli-Corpuz, esteve na quinta-feira (10) à noite.

No dia 5, os índios começaram a ocupar sítios vizinhos à reserva, entre o perímetro urbano e o anel viário, rodovia estadual que corta a região norte do município. Até ontem eram 12 propriedades ocupadas nesse local, segundo os moradores.

Com pistola na mão, policiais barraram repórter-fotográfico na entrada de fazenda (Foto: Eliel Oliveira)Com pistola na mão, policiais barraram repórter-fotográfico na entrada de fazenda (Foto: Eliel Oliveira)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions