A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 24 de Novembro de 2017

01/04/2014 15:30

Jovem de 24 anos é preso por desviar R$ 250 mil de agropecuária

Bruno Chaves
Jovem tinha salário de quase R$ 2 mil e matinha casa de luxo em Jardim (Foto: Divulgação/PC)Jovem tinha salário de quase R$ 2 mil e matinha casa de luxo em Jardim (Foto: Divulgação/PC)

Deflagrada na manhã de hoje (1º) pela Polícia Civil de Jardim, a 233 quilômetros de Campo Grande, a Operação Judas Iscariotes recuperou mais de R$ 250 mil em bens de uma empresa agropecuária do município. Os valores foram furtados por um funcionário de 24 anos, que não teve a identidade revelada pela polícia.

Conforme a corporação, as investigações sobre desvio de dinheiro da empresa tiveram início há alguns meses porque o proprietário da agropecuária desconfiou de um funcionário de confiança, que, com salário mensal de aproximadamente R$ 2 mil, começou a apresentar evolução patrimonial incompatível com a renda.

Para o proprietário da empresa, eram estranhos os fatos de o jovem ter adquirido bens como dois cavalos avaliados em R$ 15 mil, um carro de luxo e mais de R$ 35 mil em joias, além de vir gastando mais de R$ 160 mil na construção de uma casa em Jardim.

Na casa de luxo do acusado, que fica na Avenida Duque de Caxias, a Polícia Civil cumpriu mandado de busca e apreensão expedido pelo juiz Luiz Alberto de Moura Filho, da 2ª Vara Civil e Criminal de Jardim.

O local de moradia tem aluguel de R$ 1,5 mil por mês. Na residência, foram apreendidos diversos bens adquiridos com o dinheiro desviado da empresa. “São joias, carro, eletrodoméstico e móveis de luxo, entre eles uma estante avaliada em R$ 6 mil”, disse, à assessoria, o delegado responsável pelas investigações, Alex Sandro Antônio.

Conforme o delegado, o jovem de 24 anos realizava falsas compras de produtos agropecuários para a empresa para desviar o dinheiro. As compras fraudulentas eram pagas através de depósitos bancários em nome de “laranjas” ligados ao jovem.

“Como era responsável pelo setor de compras e funcionário de confiança, conseguiu manter o esquema por mais de um ano e meio”, disse Alex Sandro.

Todos os bens apreendidos pela polícia foram depositados em nome da vítima, o dono da empresa. O acusado confessou o crime e foi indiciado por furto qualificado pelo abuso de confiança e lavagem de dinheiro.

Agora, o delegado continuará as investigações para saber se o acusado agiu sozinho ou se contava com a ajuda de outras pessoas para manter o esquema.

Produtos adquiridos com dinheiro desviado foram devolvidos (Foto: Divulgação/PC)Produtos adquiridos com dinheiro desviado foram devolvidos (Foto: Divulgação/PC)
Jovem gastou dinheiro em joias, moveis, carro de luxo e até com cavalos (Foto: Divulgação/PC)Jovem gastou dinheiro em joias, moveis, carro de luxo e até com cavalos (Foto: Divulgação/PC)
'Ônibus da Saúde' fará neste sábado atendimentos em Fátima do Sul
O programa de prevenção "Ônibus da Saúde", realizado pela Cassems, levará atendimento especializado em oncologia até Fátima do Sul - cidade localizad...
Justiça determina que prefeitura suspenda cobrança da taxa de lixo
Decisão tomada pela Justiça Estadual determinou que a prefeitura de Bataguassu - cidade localizada a 335 km de Campo Grande - suspenda a cobrança da ...


Como assim não divulgaram o nome?
Merecemos saber.Quem é o gatuno?
 
Nelson de Matos Junior em 01/04/2014 16:48:08
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions