ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEXTA  24    CAMPO GRANDE 27º

Interior

Juiz converte em preventiva a prisão de jovem que matou adolescente atropelado

Por Adriano Fernandes e Helio de Freitas | 27/07/2021 22:57
Matheus dos Santos Souza, preso na delegacia de Dourados. (Foto: Adilson Domingos)  
Matheus dos Santos Souza, preso na delegacia de Dourados. (Foto: Adilson Domingos)

O juiz Alessandro Leite Pereira, 1ª Vara Criminal de Dourados, converteu em preventiva a prisão em flagrante de Matheus dos Santos Souza, de 22 anos, nesta terça-feira (27). O jovem foi preso na tarde de ontem (26) após matar o adolescente Otávio Camargo Carlo de Andrade, de 13 anos, atropelado no Jardim Guaicurus, região sul da cidade.

Na decisão, o magistrado pontuou que não faltam indícios da materialidade da autoria de Matheus, no crime. No último domingo (25), depois de atropelar o garoto na Rua Pedro Gomes de Souza, enquanto o adolescente soltava pipa, Matheus fugiu a pé sem prestar socorro. Ele morava em frente ao local do atropelamento, mas na residência a polícia só achou uma moto roubada após a tragédia.

"Resta evidente a necessidade de garantir a ordem pública através da prisão preventiva do representado, em vista de sua periculosidade", diz trecho do parecer. Matheus ou "Cabeça Branca" como é conhecido vai responder judicialmente por quatro crimes: homicídio culposo (sem intenção de matar) ao volante, com pena aumentada por não ter prestado socorro à vitima; dirigir sem habilitação e por receptação - já que uma moto Honda Biz roubada também foi encontrada no fundo da residência onde mora, em frente ao local do atropelamento.

Após a prisão, ele ainda confessou ter consumido bebida alcoólica antes do acidente, mas disse ter tomado “apenas três garrafinhas” durante churrasco na casa do irmão dele. Uma das garrafas foi encontrada quase vazia na picape. O jovem admitiu que acelerou a Montana ao chegar em casa, mas negou alta velocidade e disse que fugiu do local, pois os moradores partiram para cima dele após a batida. Quanto a moto, ele disse ter sido deixada nos fundos da sua residência por alguém que queria "ferrá-lo".

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário