A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 26 de Junho de 2017

16/06/2015 20:09

Justiça determina a vereador devolução de R$ 324 mil aos cofres do município

Renata Volpe Haddad
Vereador terá que devolver mais de R$ 324 mil aos cofres do município. (Foto: Divulgação/Câmara Municipal)Vereador terá que devolver mais de R$ 324 mil aos cofres do município. (Foto: Divulgação/Câmara Municipal)

Ficou determinado pelo Conselheiro do Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul, Iran Coelho, a devolução de R$ 324.356,24 aos cofres do município de Água Clara, distante 198 km de Campo Grande. O vereador Valdeir Pedro de Carvalho (PDT), presidente da Casa de Leis do município, recebeu diárias sem comprovação de realização.

Com relação ao processo, o conselheiro analisou hoje e apontou como irregulares e ilegais os procedimentos administrativos praticados no âmbito das contas da Câmara Municipal de Água Clara no período de janeiro a dezembro de 2012. No total foram impugnadas despesas irregulares que deverão ser repassados aos cofres do município pelo vereador.

A análise do processo ocorreu de 02 de janeiro de 2012 até 31 de dezembro de 2012 e apurou que foi repassado ao vereador, diárias concedidas durante o recesso parlamentar no valor de R$ 77,6 mil; pagamento de subsídio ao maior dos vereadores no valor de R$ 246.756,24; alguns bens não possuem etiquetas e não foram emitidos os Termos de Responsabilidades dos bens.

Segundo o relatório, receberam subsídios de R$ 27.417,00 os vereadores Izaias Rodrigues, Marineide Queiroz Lino,Enedino Geraldo dos Santos, Luiz Cláudio Siena, Valdeir Pedro de Carvalho, Nivalmido da Rocha Ribeiro, Ricardo Faustino da Silva, Silas José da Silva, e Vicente Amaro de Souza Neto, totalizando R$ 246,7 mil.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions