A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

26/08/2016 08:43

Médico sequestrado reage e foge após ser obrigado a dirigir por 140 km

Elci Holsback e Julia Kaifanny

Um médico de 32 anos passou a madrugada sob a mira de um revólver durante sequestro. Ele foi rendido por bandidos em Rio Negro - a 144 km de Campo Grande, e obrigado a dirigir até Campo Grande. Durante o trajeto ele foi agredido com coronhadas e ameaçado de morte.

Por volta da meia noite de hoje, a vítima, saiu de casa para comprar cigarros, quando foi abordada por três homens de boné, que entraram em seu carro, um Ford Focus, e o fizeram dar várias voltas pela cidade. Algumas horas depois, outro homem entrou no veículo e ele foi ordenado a dirigir até Campo Grande. Durante toda a ação, o médico foi ameaçado de morte e agredido com coronhadas e socos e seu celular foi jogado na estrada.

Durante o trajeto, os homens começaram negociar seu veículo por telefone, em uma venda que seria realizada em Ponta Porã. Segundo revelou à reportagem do Campo Grande News, em um momento de desespero, já após ter amanhecido, ele decidiu dar um "cavalo de pau" no carro, que bateu contra o meio-fio, quebrando a roda. Neste momento ele conseguiu abrir a porta e fugir correndo. 

Ao olhar para trás, observou que os quatro sequestradores também correram, mas no sentido oposto. O médico não soube precisar em qual região estava, pois, não conhece Campo Grande, mas caminhou até um residencial no Bairro Coronel Antonino, onde pediu ajuda e moradores acionaram a polícia, que o encaminharam à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) para o registro da ocorrência. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions