A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 18 de Setembro de 2019

27/08/2019 16:56

Menina de 12 anos era abusada sexualmente pelo pai desde os sete

Para impedir denúncias, a autor argumentava que vítima e os irmãos não teriam o que comer caso ele fosse preso

Tainá Jara e Liniker Ribeiro
Homem de 43 anos foi preso no último sábado, em Paranhos (Foto: Divulgação Polícia Civil)Homem de 43 anos foi preso no último sábado, em Paranhos (Foto: Divulgação Polícia Civil)

Menina, de 12 anos, que denunciou o próprio pai, um homem de 43 anos, por abuso sexual, revelou em depoimento à polícia que os abusos aconteciam há pelo menos cinco anos. Pego em flagrante pela mãe da criança, o suspeito foi preso na tarde do último sábado (24), no município de Paranhos – a 469 quilômetros da Capital.

Conforme a Polícia Civil, a responsável pela garota havia saído para trabalhar, porém, acabou sendo dispensada da diária que faria. Ao chegar mais cedo em casa, flagrou o marido abusando da vítima dentro do banheiro.

Na delegacia, a menina contou que tudo aconteceu logo após a mãe sair de casa, por volta das 8 horas. Ela afirmou que suspeito ameaçava quebrar seu aparelho celular, além de queimar sua bolsa, quando a puxou pelo braço e a levou para o banheiro. No cômodo, a menina foi obrigada a se despir.

A criança foi retirada do banheiro pelo pai e ao sair pediu socorro a mãe que retornou a casa. Ao conferssar os abusos, ela afirmou que os estupros aconteciam pelo menos duas vezes por mês, desde quando tinha 7 anos de idade.

Diante dos relatos da filha, a mulher abriu a porta do banheiro, à força, e flagrou o marido em atitude suspeita. Ao dizer que iria denunciá-lo, o criminoso a segurou pelo braço. Impedida de correr, a diarista pediu para a filha fugir e chamar a polícia.

Quando os policiais chegaram, flagraram o homem tentando arrastar a mulher para casa, já que ela tinha conseguido desvencilhar-se dele e saiu correndo pela rua. O acusado foi preso e encaminhado à Delegacia da Polícia Civil local, onde foi autuado em flagrante por estupro de vulnerável, sendo em seguida colocado à disposição da Justiça

AbusosNa delegacia, a criança relatou que o primeiro abuso aconteceu no sítio do avô paterno dela, quando tinha apenas 7 anos. Desde então, ela passou a ser violentada sexualmente pelo pai, pelo menos duas vezes por mês.

A frequência dos estupros aumentou depois que a vítima completou 11 anos. Segundo a menina, os abusos aconteciam sempre em casa e quando a mãe saía para trabalhar, ficando ela e outros dois irmãos, de 7 e 5 anos de idade, sob os cuidados do pai. 

Para impedir que a filha o denunciasse, o pai dizia que caso fosse preso a vítima, os irmãos e a mãe iriam morrer, já que não teriam mais o que comer. Como recentemente o abusador deu um celular para a menina, passou também a ameaçar de quebrar o aparelho e colocar fogo na bolsa que deu para a vítima.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions