A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 14 de Agosto de 2018

07/09/2016 09:08

Mesmo com frio, douradenses acordam cedo e lotam avenida para desfile

Bancários e servidores da educação, que estão em greve, se organizam para “fechar” desfile na Marcelino Pires

Helio de Freitas, de Dourados
Policiais militares desfilam na Marcelino Pires (Foto: Osvaldo Duarte/Grande FM)Policiais militares desfilam na Marcelino Pires (Foto: Osvaldo Duarte/Grande FM)

A organização ainda não divulgou estimativa de público, mas é possível perceber que milhares de douradenses acordaram cedo hoje e mesmo com frio de 10 graus foram para a Avenida Marcelino Pires para assistir ao desfile em comemoração aos 194 anos da independência do Brasil.

O desfile foi aberto pelo Exército, que levou para a avenida os tradicionais blindados e outros carros de combate, a tropa da 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada e equipes do Sisfron (Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteira).

Em seguida desfilaram a Patrulha Mirim – reativada em Dourados no ano passado – policiais militares, que levaram para a avenida os cães farejadores, bombeiros e guardas municipais.

Ao todo são 38 entidades entre escolas, agremiações, Exército e outras corporações militares que fazem parte da segurança pública de Dourados que passarão pela Marcelino Pires até às 10h.

Protesto – Carros de som do Sindicato dos Bancários de Dourados e do Simted (Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação) se concentraram na avenida para “fechar” o desfile com o já tradicional “grito dos excluídos”.

Neste ano, os dois sindicatos têm um incentivo a mais para o protesto – as duas categorias estão em greve. A paralisação dos bancários começou ontem em todo o país e a dos professores dura desde junho em Dourados.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions