ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEGUNDA  22    CAMPO GRANDE 31º

Interior

Ministro antidrogas acompanha destruição de roças de maconha na fronteira

Paraguaio Jalil Rachid e delegados da PF brasileira estiveram hoje em campos de cultivo perto de MS

Por Helio de Freitas, de Dourados | 25/06/2024 14:40


O ministro Jalil Rachid, chefe da Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) do Paraguai, esteve nesta terça-feira (25) na fronteira com Mato Grosso do Sul para acompanhar a 45ª edição da Operação Nova Aliança.

Acompanhado de dois delegados da Polícia Federal brasileira, Rachid sobrevoou de helicóptero os campos de cultivo de maconha no departamento de Amambay, cuja capital é Pedro Juan Caballero, cidade-gêmea de Ponta Porã (MS).

A aeronave pousou perto das áreas onde equipes de campo cortam os pés da erva cultivadas no meio de morros e em áreas de mata perto de lavouras de soja e milho. O ministro conversou com agentes antidrogas e acompanhou parte do trabalho para destruir as lavouras (veja o vídeo acima).

“Neste ano, através dessa operação conjunta com a Polícia Federal do Brasil, já chegamos a mil hectares de cultivos destruídos, número importante por evitar a circulação de grande quantidade de maconha no mercado e por causar prejuízo econômico aos traficantes. A Nova Aliança é a mais importante operação de erradicação de maconha no mundo”, afirmou o ministro.

Conforme a Senad, essa edição da Nova Aliança, a quarta de 2024, está no oitavo dia e vai continuar por período ainda não definido. Os mil hectares destruídos neste ano, conforme citou o ministro Jalil Rachid, produziriam ao menos 3 milhões de quilos de maconha pronta para o consumo. O prejuízo às facções brasileiras que controlam a produção foi estimado em 100 milhões de dólares.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias