A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Maio de 2019

19/04/2019 17:40

Multas atrasadas de condutores dão prejuízo de R$ 190 mil para município

Adriano Fernandes
Trânsito de Três Lagoas. (Foto: JP News) Trânsito de Três Lagoas. (Foto: JP News)

Das 1.349 autuações aplicadas no trânsito de Três Lagoas, cidade que fica 338 quilômetros de Campo Grande, entre os meses de janeiro e abri, apenas cinco delas foram pagas. O calote chega a R$ 189,2 mil equivalente ao valor das multas em atraso, conforme levantamento da Sefirc (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Trânsito), com base nos dados do Deptran (Departamento Municipal de Trânsito e Sistemas Viários.

O número é 96% maior em relação ao mesmo período no ano passado. Segundo o JP News, no primeiro quadrimestre de 2018, o município arrecadou R$ 30.975,57 com o pagamento das multas. Apesar de o valor ser 38 vezes maior que neste ano, ainda ficou abaixo do esperado.

Naquele ano, o calote foi de R$ 96,4 mil, já que a expectativa era de R$ 127.463,00 com base nas 791 multas aplicadas. Um dos motivos da inadimplência, também é são devido a grande quantidade de recursos, parados na Justiça. A maioria das infrações são por falta de uso de cinto de segurança, tanto do motorista e passageiros do veículo.

Foram 408 autuações entre janeiro e abril do ano passado. Neste ano, o número é 108% maior: 853 multas. O dado indica que, por dia, 7 motoristas são multados por deixarem de colocar o cinto. A infração é seguida por dirigir segurando celular e dirigir utilizando celular, com 284 e 123 multas neste ano, respectivamente.

Segundo a diretora do Departamento Municipal de Trânsito de Três Lagoas, Creuza Ramos, o valor que o município arrecada com as multas de trânsito pagas é revertido em semáforo, fardas para os agentes de trânsito, manutenção de veículos, programa de software do departamento que é mensal e ações de educação no trânsito.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions