A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Setembro de 2019

08/12/2017 12:04

Nível do Miranda continua subindo e Governo avalia decretar emergência

Paulo Nonato de Souza
A cheia no Rio Miranda está em 7,37 metros, a situação é bastante preocupante, segundo balanço da Defesa Civil (Foto: Arquivo)A cheia no Rio Miranda está em 7,37 metros, a situação é bastante preocupante, segundo balanço da Defesa Civil (Foto: Arquivo)

O nível da cheia no Rio Miranda está em 7,37 metros, a situação é bastante preocupante e a partir da próxima segunda-feira a Defesa Civil de Mato Grosso do Sul fará um levantamento de desabrigados e danos materiais para definir se há necessidade de o Governo do Estado decretar estado de emergência.

A Prefeitura de Miranda já decretou Estado de Calamidade desde quarta-feira da semana passada, e por enquanto, são três famílias de desabrigados, diz o balanço da Defesa Civil de Mato Grosso do Sul divulgado nesta sexta-feira (8).

De ontem para hoje o nível do rio subiu 5 centímetros. Estava em 7,32 centímetros e nesta sexta-feira amanheceu em 7,37 centímetros, segundo Zacarias Cardozo Filho, da Defesa Civil de Miranda.

“É muita água. Hoje a chuva deu uma parada, amanheceu apenas com uma garoa na cidade, mas com certeza está chovendo na cabeceira do rio, e a previsão é de chuva até domingo”, afirmou Zacarias em entrevista ao Campo Grande News nesta manhã.

Segundo ele, na cidade já há uma estrutura pronta para atender os desabrigados, que são alojados no Parque de Exposições, mas na zona rural a situação é ainda mais preocupante. “Tem lugar que não tem mais ponte, a enxurrada levou, principalmente na região do distrito Carrapatinho”, comentou ele.

O Rio Miranda percorre uma distância estimada de 490 km, desembocando no rio Paraguai, no município de Corumbá, a 83 metros de altitude. Cruza os biomas Cerrado e Pantanal, e tem o Rio Aquidauana como principal afluente.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions