A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

02/03/2016 09:52

Nível do rio Miranda sobe na madrugada e entra em nível de alerta

Renata Volpe Haddad
Rio Miranda subiu 66 centímetros nesta madrugada. (Foto: João Éric/ Arquivo)Rio Miranda subiu 66 centímetros nesta madrugada. (Foto: João Éric/ Arquivo)

O nível do rio Miranda ultrapassou a média e está em emergência nesta quarta-feira (2). Conforme a Sala de Situação do Imasul (Instituto de de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul), a cota está em 6,90 metros, subindo 66 centímetros de ontem (1) para hoje.

Conforme o coordenador da Defesa Civil de Miranda, Roberto Lopes Ferreira, o rio Miranda subiu 60 centímetros nesta madrugada. "As chuvas na cabeceira do rio que acontecem em Jardim e Bonito, estão chegando agora aqui e o nível do rio passa um pouco dos 6,90 metros", alega.

Segundo o coordenador, as nove famílias ribeirinhas que estavam desabrigadas desde janeiro, continuam no Parque de Exposições. "Como sabíamos da previsão de mais chuvas, não devolvemos a família para as casas e elas só vão voltar quando o nível do rio atingir três metros", explica.

Nove famílias ribeirinhas de Miranda, continuam alojadas no Parque de Exposições, desde janeiro. (Foto: Karlão/Buriti News)Nove famílias ribeirinhas de Miranda, continuam alojadas no Parque de Exposições, desde janeiro. (Foto: Karlão/Buriti News)

Em Aquidauana, distante 135 km de Campo Grande, o nível do rio subiu um metro durante a noite de terça-feira (1) e está com 7,26 metros.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil do Município, Mário Raváglia, a água já começa a alagar alguns locais. "Choveu muito durante a noite, mas por enquanto não há nenhuma família desabrigada, só que a cheia no rio começa a dar problemas novamente", comenta.

O nível normal do rio Aquidauana é de 3 metros, sendo que está 4,26 metros acima do recomendado.

Em Anastácio, conforme o coordenador civil, Ademir de Jesus Arruda, a situação está tranquila, sendo que o maior problema é no município vizinho. "O campo de futebol que fica na margem do rio Aquidauana próximo à ponte de concreto que separa as cidades de Anastácio e Aquidauana, está coberto de água, mas sem causas maiores de alagamento", informa.

Desabrigados – Foram 60 pessoas afetadas pelas chuvas e nove famílias ficaram desabrigadas em Anastácio por causa da cheia do rio. Em Aquidauana, 150 pessoas ficaram desabrigadas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions