ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  10    CAMPO GRANDE 20º

Interior

Operação da polícia de Aparecida apreende drogas e até corrente de ouro

Por João Humberto | 15/12/2010 22:11
Armas sem porte legal, corrente de ouro avaliada em R$ 10 mil, cocaína e crack, foram apreendidos na Operação Terrível 2. (Divulgação).
Armas sem porte legal, corrente de ouro avaliada em R$ 10 mil, cocaína e crack, foram apreendidos na Operação Terrível 2. (Divulgação).

Policiais civis de Aparecida do Taboado, auxiliados por quatro equipes do Garras (Grupo Armado de Resgate e Repressão a Assaltos e Sequestros) deflagraram hoje a Operação Terrível 2, que prendeu dois traficantes, apreendeu cocaína e crack no município e ainda cumpriu oito mandados de busca expedidos pela Justiça.

Conforme a polícia, o jovem Robison Prates Gonçalves, o “Xin”, de 26 anos, foi preso em sua casa, por tráfico de drogas, porte ilegal de arma e contrabando. Na residência os policiais encontraram 119,5 gramas de cocaína, crack, uma pistola Taurus calibre 380 com numeração adulterada, um revólver de fabricação artesanal, uma corrente de ouro avaliada em R$ 10 mil, pratos e tesouras usadas para refino de drogas, frascos de ácido bórico, lidocaína, acetona e a quantia de R$ 2.570,00.

Em outra situação, Célio José Bovi, o “Celinho”, de 32 anos, também foi detido no imóvel em que mora. No local a polícia apreendeu duas pedras de crack, R$ 140 em dinheiro e uma balança de precisão.

Posteriormente, por volta das 16h, os policiais voltaram às imediações da residência de Célio, quando encontraram mais 29,3 gramas de crack.

A diligência durante a tarde foi motivada por denúncia anônima feita por um cidadão à Delegacia de Polícia Civil de Aparecida do Taboado.

A Operação Terrível 1 foi realizada em 19 de agosto deste ano e também acarretou na prisão de dois traficantes. O objetivo da polícia em desenvolver as operações é garantir a ordem na cidade, bem como acabar com criminalidade por meio do tráfico.