ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUINTA  21    CAMPO GRANDE 22º

Interior

Outra menina de 11 anos é estuprada por parente e engravida

Homem, de 57 anos, foi preso na manhã desta terça-feira (24), mas policia não divulgou o grau de parentesco

Por Aletheya Alves | 24/11/2020 15:06
Caso foi denunciado à Delegacia de Polícia Civil de Chapadão do Sul. (Foto: MS Todo Dia)
Caso foi denunciado à Delegacia de Polícia Civil de Chapadão do Sul. (Foto: MS Todo Dia)

Foi preso na manhã desta terça-feira (24) homem, de 57 anos, suspeito de estuprar e engravidar menina de 11 anos em Chapadão do Sul - a 321 quilômetros de Campo Grande.
De acordo com o delegado responsável pelo caso, Felippe Potter, existe parentesco entre os dois.

Sem detalhar qual é exatamente o vínculo familiar, como forma de proteger a vítima, o  delegado relata que o crime só foi descoberto após a menina reclamar de dores abdominais à mãe. No hospital, exame de ultrassonografia revelou a gravidez de aproximadamente sete semanas.

No dia 12 deste mês, a mãe procurou os policiais e as investigações foram iniciadas. Um mandado de prisão foi expedido pela 2ª Promotoria de Justiça de Chapadão do Sul e o homem foi detido.

Parte da investigação, testes de DNA em materiais genéticos foram colhidos e, em conjunto com perícias solicitadas, haverá comprovação do crime. Ainda de acordo com o delegado, foi solicitada a produção de prova antecipada em “depoimento sem dano” foi aceita judicialmente para testemunho especial da vítima.

O homem irá seguir preso até o final das investigações e decisão da Justiça.

Mesma idade - No início deste mês foi divulgado outro caso de estupro envolvendo menina de 11 anos, mas em Ivinhema. Ao Conselho Tutelar da cidade, a vítima relatou que se encontrava com o homem, de 18 anos, e mantinha "relação sexual" com ele.

Em caso de menores de 14 anos, o estupro é presumido pela lei com ou sem consentimento da criança ou adolescente para conduta libidinosa ou ato sexual. Conforme previsto no artigo 217-A do Código Penal, a pena é de 8 a 15 anos de prisão.

Já em setembro, outra vítima da mesma idade e que engravidou após ser estuprada pelo padrasto, de 23 anos, foi ouvida em Amambai pela Justiça. Os abusos também foram descobertos quando a menina foi levada pela mãe até uma unidade de saúde por dores.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário