ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEXTA  23    CAMPO GRANDE 30º

Interior

Pai vai responder pelo sequestro do filho

Fernando de Souza Pereira disse à polícia que sumiu com o filho, porque o garoto não estava "sendo bem cuidado"

Por Adriano Fernandes | 18/02/2021 23:13
Policiais civis chegando à casa onde o menino ficou, no bairro Popular Nova. (Foto: Diário Corumbaense) 
Policiais civis chegando à casa onde o menino ficou, no bairro Popular Nova. (Foto: Diário Corumbaense)

Fernando de Souza Pereira deve ser indiciado por descumprimento de medida protetiva e sequestro do próprio filho de apenas 11 anos, que estava desaparecido desde ontem (17), em Corumbá, cidade a 419 quilômetros da Campo Grande.

O pai chegou a registrar boletim de ocorrência sobre o sumiço do menino, mas confessou à polícia que estava com o garoto na casa de uma irmã dele, no Bairro Popular Nova, na tarde desta quinta-feira (18). Ele está preso na Delegacia de Polícia Civil de Corumbá.

Conforme a delegada responsável pelo caso, Tatiana Zingier, Fernando foi por conta própria à delegacia fazendo de conta que não sabia onde estava o garoto. “Ele chegou de forma espontânea, queria saber como estavam as investigações. Porém, nesse meio tempo chegou a informação de que ele colocava crédito no celular de um vizinho do menino, momento em que o questionamos sobre isso, e, então, ele resolveu confessar, para a nossa surpresa. Disse que ele estava com a criança, que a deixou na casa da irmã e nos levou até lá”, contou a delegada.

Ao portal Diário Corumbaense, a delegada ainda adiantou que durante depoimento, o pai alegou que a criança não estava sendo "bem cuidada" pela mãe e que o próprio filho havia ido até ele. "Mas nós sabemos que isso não é verdade”, diz a delegada.

Fernando também descumpriu medida protetiva. "O casal está separado e a mãe já tinha essa determinação judicial que ele descumpriu ao ir até ela, por conta do suposto desaparecimento da criança. Configura-se crime também”, afirmou.

Já com relação aos moradores da casa onde Fernando Henrique estava com o filho, a delegada comentou que eles serão investigados como possíveis cúmplices do crime. "Mas será preciso uma melhor investigação para saber o real envolvimento deles nesse fato”, completa.

A família inteira, inclusive o pai, mobilizou a cidade, ao informar que o menor havia desaparecido ao sair para comprar pão na manhã de ontem (17), no Bairro Aeroporto. Até recompensa de R$ 500 reais foi oferecida por familiares para quem soubesse do paradeiro do garoto.

As buscas pelo menino haviam sido intensificada na manhã desta quinta-feira (18). Imagens de câmeras de segurança próximas do local onde o garoto foi visto pela última vez haviam sido analisadas e testemunhas também foram ouvidas, incluindo a mãe da criança. O reencontro emocionado dela com o filho também ocorreu na delegacia da cidade.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário