ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, QUINTA  13    CAMPO GRANDE 31º

Interior

Parado há 12 dias, transporte escolar deve voltar apenas na 2ª quinzena de abril

Serviço parou de passar dia 20 de março; apostila foi elaborada para que os alunos façam atividades em casa

Por Lucia Morel | 01/04/2024 17:05
Sede da Escola Municipal Usina do Mimoso Polo - Extensão Modelo II, em Ribas do Rio Pardo. (Foto: Reprodução redes sociais)
Sede da Escola Municipal Usina do Mimoso Polo - Extensão Modelo II, em Ribas do Rio Pardo. (Foto: Reprodução redes sociais)

Veículos velhos e mesmo falta de motoristas para atuarem na área rural de Ribas do Rio Pardo, a 98 km de Campo Grande, são problemas que tem impedido o estudo das crianças do município. Reclamação que chegou ao Campo Grande News mostra que o transporte escolar parou de passar dia 20 de março, há 12 dias.

Na semana passada, dia 23, os pais receberam mensagem pelas redes de uma das escolas dizendo que ainda não havia solução para o problema e que, para que os alunos não fossem prejudicados, os responsáveis que não pudessem levar os filhos por conta própria deveriam ir até a escola para retirar as apostilas.

Mensagem recebida pelos pais na semana passada. (Foto: Reprodução)
Mensagem recebida pelos pais na semana passada. (Foto: Reprodução)

“Os pais ou responsáveis que não conseguirem levar seus filhos para escola estaremos enviando aula programada e apostila. (pra retirar na escola)”, diz a mensagem. “Porém os responsáveis que quiserem trazer seus filhos com transporte próprio estaremos dando aula normalmente. Sem prejuízo de conteúdo para aqueles que faltarem”, ressalta o mesmo comunicado.

Pela mensagem, o transporte escolar para a área rural onde funciona a Escola Municipal Usina do Mimoso Polo - Extensão Modelo II, não tem mais empresa que preste o serviço. “A empresa responsável não renovou o contrato com a Prefeitura. Uma nova licitação foi aberta e uma nova empresa deverá assumir as linhas a partir de abril”, cita a nota aos pais.

Segundo o prefeito de Ribas do Rio Pardo, João Alfredo Danieze (PT), empresas desistiram de prestar o transporte e ao menos três linhas rurais estão descobertas na cidade, que passa por um boom de crescimento com a instalação da fábrica de celulose da Suzano. “As empresas manifestaram desinteresse na continuidade do contrato”, disse. Segundo ele, há vagas abertas para motoristas na área urbana, que chama mais atenção e, assim, a área rural acaba ficando descoberta.

No caso de uma delas, não há motorista para realizar o trabalho, outra informou que o valor pago pelo serviço não dá conta do valor da manutenção do veículo, e uma terceira disse que o veículo que possui não é apropriado ao trabalho na área rural. Assim, o município lança ainda esta semana uma licitação de emergência com previsão de novas empresas atuando a partir da segunda quinzena de abril.

“Me reuni hoje com a Secretaria de Administração e disse que essa situação é prioridade zero. É inconcebível e os pais estão certos em cobrar”, definiu o prefeito.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias