A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 24 de Setembro de 2017

02/10/2015 17:08

Paraguai entrega à polícia de MS homem que matou caminhoneiro em Aquidauana

Helio de Freitas, de Dourados
Audiência em que o juiz paraguaio autorizou entrega de latrocida para policiais brasileiros (Foto: Leo Veras)Audiência em que o juiz paraguaio autorizou entrega de latrocida para policiais brasileiros (Foto: Leo Veras)

A Justiça do Paraguai oficializou na tarde desta sexta-feira (2) a expulsão de Ronevon Balta Custódio, 31, preso desde ontem de manhã em Pedro Juan Caballero. Morador em Aquidauana, cidade a 135 km de Campo Grande, o homem confessou ter assassinado, na quarta-feira, o caminhoneiro Ronaldo Alegre Ribeiro, 40, para roubar um caminhão Mercedes Benz. O crime ocorreu numa estrada vicinal, entre os municípios de Nioaque e Anastácio.

A audiência para expulsão do latrocida, que tinha sido preso por policiais paraguaios após o caminhão roubado ser localizado em uma oficina de Pedro Juan Caballero, foi presidida pelo juiz Candido Insfran Mendieta, que autorizou a entrega de Ronevon para o investigador chefe da Polícia Civil em Aquidauana, Joel Severino.

O corpo foi encontrado ontem à tarde por policiais do Núcleo de Inteligência, Investigações e Capturas da Delegacia de Aquidauana com base nas informações repassadas pelo próprio assassino. Ronevon Custódio disse que matou Ronaldo com um tiro na cabeça, para roubar o caminhão, mas antes de entregar o veículo aos receptadores ele foi localizado e preso.

O caminhão foi roubado terça-feira (29) após Ronaldo ser atraído pelo assaltante para um falso frete em um pesqueiro na região do Pantanal.

Na quarta-feira, Sirlene Alegre da Silva, 30, procurou a Polícia Civil de Aquidauana para denunciar o desaparecimento do irmão. O caminhão foi encontrado através do sistema de rastreamento por GPS.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions