A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 29 de Março de 2017

24/03/2014 09:09

Paraguaios são flagrados trabalhando em condições precárias em Naviraí

Luciana Brazil

Mais de 30 trabalhadores paraguaios foram encontrados em uma fazenda de Naviraí, a 366 quilômetros de Campo Grande, trabalhando em condições degradantes na colheita de mandioca.

Os estrangeiros eram das cidades paraguaias de Vaqueria, Cidade de Leste, Caaguaçu e Capivari.

Conforme o site Ponta Porã Informa, os 33 trabalhadores foram flagrados pelo MPT (Ministério Público do Trabalho) no último dia 7 deste mês, na fazenda Ponta Grossa.

Os estrangeiros, que não tinham registro na carteira, trabalhavam sem equipamentos de proteção individual.

A situação mais grave foi verificada nos alojamentos. A maior parte dos paraguaios, 23, estava em um barracão de madeira em condições precárias de higiene e limpeza, com apenas um banheiro.

O restante estava em uma casa de alvenaria sem janelas, com instalações elétricas inadequadas.

As refeições eram preparadas pelos próprios trabalhadores e o valor dos mantimentos, adquiridos pelo patrão em outra cidade, era descontado do pagamento dos empregados.

A fazenda onde os estrangeiros foram encontrados era arrendada por Cleodir Cesar de Campos, produtor do estado do Paraná. O procurador do trabalho Cícero Rufino, em audiência no MPT, no dia 14 de março, em Campo Grande, ouviu o advogado da fazenda e o produtor, que foram intimados a tomar providências urgentes para regularizar a situação.

O relatório da investigação, contendo o laudo pericial, será encaminhado à unidade do MPT em Dourados, que abrange o município de Naviraí, onde se localiza a fazenda, para as providências cabíveis, tais como assinatura de Termo de Ajuste de Conduta (TAC) ou ajuizamento de ação civil pública.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions