ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, TERÇA  20    CAMPO GRANDE 21º

Interior

PM suspeito de envolvimento com cigarreiros é preso após agredir PRF

Lotado no distrito de Culturama, policial já havia sido preso anteriormente também por contrabando de cigarros, mas foi absolvido.

Por Adriano Fernandes e Helio de Freitas | 20/03/2018 21:33
No veículo usado pelo suspeito foi encontrado um giroflex e rádio amador que foram apreendidos. (Foto: Divulgação)
No veículo usado pelo suspeito foi encontrado um giroflex e rádio amador que foram apreendidos. (Foto: Divulgação)

Policial Militar suspeito de envolvimento com o contrabando de cigarros foi detido, nesta terça-feira (20), depois de agredir um agente da PRF (Polícia Rodoviária Federal) em um posto de gasolina da rodovia MS-164 em Maracajú, cidade a 160 quilômetros da Capital.

Conforme apurado pelo Campo Grande News, o agente agredido e um outro colega, estavam a paisana pelo posto fazendo levantamentos sobre o tráfico de cigarros na região. O trecho é uma das principais rotas de contrabando de cigarros trazidos do Paraguai pela fronteira com Ponta Porã.

Momento em que cinco ocupantes em um veículo modelo Fiat Palio, chegaram ao local. Dentre eles o PM identificado apenas como Alisson e que estava armado, mas se apresentou como policial federal.

O homem ainda solicitou a documentação de um dos agentes da PRF, mas depois começou a agredi-lo. Reforços se deslocaram ao posto de gasolina, mas apenas dois suspeitos foram detidos. No Pálio os policias encontraram um giroflex e rádio amador que foram apreendidos.

E os dois suspeitos foram encaminhados para a sede da Polícia Federal em Dourados, onde será altuado. Alisson ou “pinduca” é de Fátima do Sul, lotado no distrito de Culturama. Ele já havia sido preso anteriormente acusado de contrabando de cigarro, mas foi absolvido.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário