A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 23 de Novembro de 2017

03/02/2015 12:28

Polícia aprende R$ 7 mil em dinheiro e 31 porções de cocaína em bar

Priscilla Peres
Dinheiro e droga foram apreendidos dentro de bar. (Foto: TL Notícias)Dinheiro e droga foram apreendidos dentro de bar. (Foto: TL Notícias)

Policiais Militares apreenderam R$ 7 mil em dinheiro e 31 trouxinhas de cocaína na madrugada de hoje em Três Lagoas - distante 338 km de Campo Grande. O ponto de tráfico de drogas foi encontrado durante patrulhamento da Rotai (Rondas Ostensivas e Táticas do Interior) pelo bairro Jardim Carioca.

De acordo com o delegado da 3° Delegacia de Polícia, Orlando Vicente, não existia nenhum tipo de investigação sobre o local, os policiais descobriram após passar perto da bar e ser informados por uma pessoa desconhecida, de que ali funcionava um ponto de venda de drogas.

No local, a proprietária conhecida como Nete, de 48 anos, foi presa em flagrante. Seu marido conhecido por Robim, de 37 anos, conseguiu fugir e está sendo procurado. Assim que os policiais entraram no local, a mulher começou a gritar “o que vocês querem aqui no meu bar? Eu conheço o comandante da polícia e não tenho nada de drogas aqui não!”.

Uma policial feminina foi chamada para realizar uma busca pessoal na suspeita e enquanto era realizada a revista, um dos policiais da Rotai conseguiu visualizar próximo ao balcão, retalhos plásticos que são comuns para embalar drogas.

De acordo com o site TL Notícias, em um cômodo usado como depósito os policiais encontraram dentro de um engradado de bebidas, uma garrafa “pet” pequena contendo uma porção de crack, embalados prontos para à venda.
Questionada, a proprietária do local alegou desconhecer a origem da droga e disse que a pouco mais de um ano tem um relacionamento amoroso com “Robim”, mas que não sabia que ele vendia drogas no local.

Ela ainda apontou uma mala de roupas dizendo ser dele, onde foram encontrados mais de R$ 7 mil em notas e moedas. “Nete” novamente negou saber a origem do dinheiro. Na bolsa da mulher havia um celular com queixa de furto e um par de alianças e um pingente aparentando ser de ouro ainda com etiquetas.

Diante os fatos ela recebeu voz de prisão e foi levada à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) para esclarecer os fatos. Todo o dinheiro apreendido e as drogas também foram apresentados ao Delegado de Polícia Civil para que sejam tomadas as providências legais.

Temer sanciona com vetos lei que cria novas regras para facilitar adoção
O presidente Michel Temer sancionou com vetos a lei que cria novas regras para acelerar adoções no Brasil. O texto foi publicado na edição desta quin...
Construtora terá 300 dias para concluir obra de escola estadual em Chapadão
O Governo do Estado vai investir R$ 3.555.942,70 na conclusão da construção da Escola Estadual Professora Lucia Gonçalves do Carmo na cidade de Chapa...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions