ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEGUNDA  06    CAMPO GRANDE 20º

Interior

Polícia arquiva denúncia contra vereador acusado de incitar aglomeração

Rio Brilhante está em bloqueio total para frear disseminação do novo coronavírus

Por Gabriel Neris e Helio de Freitas, de Dourados | 30/06/2020 21:22
Vereador Adão Evandro durante sessão na Câmara (Foto: Divulgação)
Vereador Adão Evandro durante sessão na Câmara (Foto: Divulgação)

O delegado Guilherme Sarian arquivou a denúncia contra o vereador Adão Evandro Pereira Leite (PTB), acusado de incitar a aglomeração de pessoas em Rio Brilhantes, distantes 163 de Campo Grande, onde foi implementado o “lockdown” para frear a contaminação do novo coronavírus.

A procuradora-geral do município, Viviane Lima da Silva, registrou boletim de ocorrência contra o parlamentar, acusando-o de utilizar grupos de WhatsApp para burlar formas de controle e monitoramento, como deixar os celulares em casa para forjar como se as pessoas estivessem em casa.

De acordo com despacho, o delegado analisou as conversas do aplicativo e observou que um dos integrantes havia cancelado um “pedal”, por não ser permitida a aglomeração de pessoas.

O mesmo integrante informou ainda que os outros integrantes poderiam pedalar sozinhos ou em dupla, visto que nesta situação não se configura aglomeração de pessoas.

Na mesma conversa, o vereador recomentou que as pessoas deixassem seus celulares em casa, para que melhorasse o índice de isolamento e, entre outras coisas, o comércio pudesse reabrir rapidamente.

Desta maneira, o delegado entendeu que o vereador não incentivou aglomeração de pessoas e arquivou a denúncia. O vereador Adão Evandro Pereira Leite foi procurado pelo Campo Grande News, mas não quis se pronunciar.