A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

23/08/2016 14:12

Polícia consegue evitar golpe do falso frete e prende três por assalto

Helio de Freitas, de Dourados
Os três homens presos hoje em Fátima do Sul (Foto: Divulgação)Os três homens presos hoje em Fátima do Sul (Foto: Divulgação)

Três homens foram presos hoje (23) em Fátima do Sul, a 246 km de Campo Grande, acusados de atrair um motorista para um falso frete com a intenção de roubar o caminhão, que seria vendido por R$ 50 mil em Capitán Bado, no Paraguai. O mentor do crime seria um presidiário, a exemplo de outros casos semelhantes descobertos pela polícia na região de Dourados.

Foram presos os funileiros Rogério Lourenço dos Santos, 22, morador no bairro Centro Educacional, e Wilian Silva dos Santos, 22, residente na Cohab, em Fátima do Sul, e o pedreiro Wesley Alexandre Martins Santos, 21, morador na Vila Navegantes, na mesma cidade.

A operação para prender os suspeitos envolveu policiais civis de Fátima do Sul com apoio do Núcleo Regional de Inteligência e o SIG (Serviço de Investigações Gerais), de Dourados.

O flagrante ocorreu em um posto de combustíveis, na saída para Dourados, onde os suspeitos foram presos no momento em que abordavam o motorista da carreta bi trem Volvo, placa KAO-9290, de Vicentina.

Se passando por classificadores de soja, Rogério e Wesley atraíram o caminhoneiro Marcio Cesar Aguiar Rocha até o posto, de onde seguiriam para uma fazenda, para buscar a suposta carga.

Os dois chegaram numa moto com placa de Vicentina e quando o motorista se aproximou um dos assaltantes levantou o moletom e mostrou a arma. Os policiais que observavam a cena e temendo pela vida do caminhoneiro se aproximaram e prenderam os dois suspeitos. Um revólver calibre 38 foi encontrado com os bandidos.

Marcio Rocha contou que os dois já tinham anunciado o assalto e que o levariam para uma mata, onde seria mantido como refém até a carreta chegar ao Paraguai.

O terceiro envolvido, Willian dos Santos, conhecido por “Coringa”, foi preso porque emprestou a moto para o assalto. Ele é colega de trabalho de Rogério e sabia, segundo os assaltantes, que o veículo seria usado no crime.

Rogério contou que ele e Wesley receberiam R$ 8 mil para levar a carreta até o Paraguai e que o roubo foi planejado por um homem conhecido por “Grande”, que ele não soube dizer se está preso ou em liberdade.

Segundo ele, “Grande” tem os contatos no para vender carretas roubadas. Já o revólver calibre 38, Rogério disse ter comprado na Vila Cachoeirinha, em Dourados, de uma mulher.

Ação pede a transferência de presos detidos na delegacia de Bonito
O MPE (Ministério Público Estadual) ingressou com ação civil pública pedindo à Justiça que determine a transferência imediata de todos os presos prov...
Sicredi faz doação para reformas de quartos no Lar do Idoso de Dourados
A agência Integração do Sicredi de Dourados - cidade localizada a 233 km de Campo Grande - fez a doação de recursos para a reforma de 14 quartos no L...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions