A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 19 de Agosto de 2019

07/02/2019 19:25

Polícia desativa "Big Brother" controlado por Minotauro na fronteira

Agentes fizeram buscas em oito endereços e 15 pessoas foram presas. Armas de grosso calibre além de dezenas de celulares também foram apreendidas

Adriano Fernandes e Helio de Freitas
Do imóvel e até pela internet, Minotauro e seus comparsas monitoravam residências e pontos estratégicos de Pedro Juan. (Foto: Capitan Bado) Do imóvel e até pela internet, Minotauro e seus comparsas monitoravam residências e pontos estratégicos de Pedro Juan. (Foto: Capitan Bado)

A polícia paraguaia desativou nesta quinta-feira (07), um centro de monitoramento descoberto em uma residência que era comandado pelo narcotraficante Sergio de Arruda Quintiliano Netto, o Minotauro, em Pedro Juan Caballero, cidade que faz divisa com Ponta Porã – a 323 quilômetros de Campo Grande.

Do local, Minotauro e seus comparsas controlavam o “Big Brother” com câmeras instaladas nas  residências onde moravam membros de seu bando e também acompanhavam a movimentação de outros pontos estratégicos da cidade, onde também haviam câmeras espalhadas.

Durante a operação, nesta quinta-feira (07) os policias fizeram buscas em oito endereços e 15 pessoas foram presas. Armas de grosso calibre além de dezenas de celulares também foram apreendidos.

Apesar do resultados das buscas, dois outros suspeitos apontados como mentores do esquema não foram localizados. Conforme o comandante da investigação, Walter Vazquez o principal objetivo era encontrar, Emerson Salinas que seria o braço direito de Minotauro na fronteira e que ainda está foragido

O técnico de informática Aníbal Calonga, onde foi montado o centro de monitoramente, também não foi encontrado. Era ele o responsável pela instalação das câmeras nas residências dos traficantes e outros endereços de Pedro JuanCaballero.

Na residência de Calonga foram apreendidos diversos dispositivos de monitoramento e gravação de câmeras de segurança, que serão periciados. A expectativa é de que por meio das imagens, seja possível identificar quem chegou e saiu das residências de quem integrava a gangue de Minotauro.

Graças a esse método de vigilância, Minotauro - mesmo de Balneário Camburiú, SC, onde foi preso na última segunda-feira(04)-, controlava pela internet a residência de seus comparsas e também a cidade. O esquema lhe dava vantagem diante das forças policiais e viabiliza as suas rotas de fuga, antes de possíveis ataques.

O último local vistoriado pelos policiais foi um endereço no bairro Potrero Sur, onde Minotauro tinha uma "fazenda de repouso", conforme o site ABC Color.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions