A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 28 de Março de 2017

22/04/2014 14:45

Polícia investiga morte de paulista jogada em rio de Brasilândia

Bruno Chaves
Corpo da jovem foi encontrado no último dia 20 (Foto: Reprodução)Corpo da jovem foi encontrado no último dia 20 (Foto: Reprodução)

A Polícia Civil de Mato Grosso do Sul instaurou inquérito para apurar a morte de Luana Ferreira Gonçalves, 18 anos, moradora da cidade de Pauliceia (SP). O corpo da jovem foi encontrado, no dia 20 de abril, boiando nas margens do Rio Paraná, no município de Brasilândia – a 355 quilômetros de Campo Grande.

Conforme o delegado de Brasilândia, José Renato Miguel, o trabalho de investigação será feito “a quatro mãos”. Luana foi morta no estado vizinho e “desovada” em Mato Grosso do Sul. Por isso, as polícias dos dois estados estão trabalhando no caso.

“Fomos ao local e fizemos levantamento de praxe. Já estou com o inquérito instaurado e começamos as diligências. Como existe também um boletim de ocorrência de desaparecimento lá (São Paulo), feito anteriormente, o outro delegado já está com as investigações avançadas. Nós estamos trocando informações”, disse José Renato.

Até o momento, o ex-namorado de Luana é o principal suspeito de ter cometido o crime. Ele não teve a identidade revelada pela polícia.

Crime – O corpo da vítima foi encontrado boiando no Rio Paraná, a nove quilômetros da ponte de divide a cidade de Brasilândia, em Mato Grosso do Sul, de Pauliceia, em São Paulo. Luana estava com as mãos amarradas e com uma corda no pescoço. Não havia sinais de violência no corpo.

A jovem desapareceu na última quinta-feira (17). A principal suspeita das polícias é de que a Luana foi morta em São Paulo, vítima de um crime passional.

(Matéria editada às 15h45 para correção de informação).




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions