A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 23 de Agosto de 2019

04/06/2019 09:57

Polícia já tem suspeito de praticar zoofilia e maus-tratos contra gato

O motivo para o crime ainda não foi esclarecido”, segundo o delegado Guilherme Sarian que investiga o caso

Viviane Oliveira
Fachada da delegacia de Polícia Civil do município (Foto: Rio Brilhante News) Fachada da delegacia de Polícia Civil do município (Foto: Rio Brilhante News)

A Polícia Civil já identificou o suspeito de ter praticado zoofilia (relação sexual com animais) e maus-tratos contra um gato. Após o crime, o autor matou o bicho com um golpe de faca. O caso aconteceu numa casa no Bairro Pró Moradia XIV e foi registrado no último sábado (1º).

Conforme o delegado Guilherme Sarian, o registro foi feito pela dona do animal. Ela havia viajado e quando retornou se deparou com portas e janelas arrombadas, além de vários utensílios e aparelhos eletrônicos quebrados.

O gato de estimação foi encontrado morto em cima da cama. Uma faca, usada no crime, e um preservativo foram encontrados ao lado do animal. “Estamos atrás do suspeito desde ontem (3). Segundo a dona do bicho, o autor é conhecido dela. O motivo para o crime ainda não foi esclarecido”, disse o delegado. O nome do suspeito não foi divulgado.

Quando for localizado, o autor será liberado após assinar um TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência) - registro de um fato tipificado como infração de menor potencial ofensivo, ou seja, os crimes de menor relevância, que tenham a pena máxima de até dois anos de restrições de liberdade ou multa. 

O artigo 32 da Lei 9.605/98 determina detenção de três meses a 1 ano e multa a quem praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos ou realizar experiência dolorosa ou cruel em animal vivo.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions