ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEXTA  30    CAMPO GRANDE 15º

Interior

Polícia pega carreta com 20 toneladas de “muamba”, a segunda em uma semana

Assim como na 1ª apreensão, contrabando estava em carga de empresa de Sidrolândia

Por Helio de Freitas, de Dourados | 25/02/2021 11:54
Policial sobre carreta que transportava contrabando escondido em adubo (Foto: Divulgação)
Policial sobre carreta que transportava contrabando escondido em adubo (Foto: Divulgação)

Outra carreta com 20 toneladas de produtos contrabandeados foi apreendida hoje (25) na BR-163, em Caarapó, cidade a 283 km de Campo Grande. São roupas, relógios, óculos e produtos variados, geralmente comercializados em bancas de camelô.

É a segunda carga semelhante apreendida por policiais rodoviários federais da delegacia da PRF em Dourados em uma semana nesse mesmo trecho da rodovia. A outra foi interceptada no dia 17.

Assim como ocorreu na semana passada, o produto ilegal apreendido hoje estava escondido sob fina camada de sacos de adubo, despachados por uma empresa de Sidrolândia. A nota informava que as 20 toneladas de adubo tinham como destino o porto de Paranaguá (PR), mas os documentos fiscais foram falsificados. A polícia suspeita que o destino da muamba era São Paulo.

O caminhão-trator com placa de Cascavel (PR) atrelado ao semirreboque com placa de Campo Grande (MS) era conduzido por Adelmo Adão de Souza, 42, residente na Capital.

Parado pelos policiais rodoviários, ele apresentou a nota fiscal emitida pela empresa de fertilizantes de Sidrolândia e o manifesto da carga (chamado Danfe), de uma transportadora de Cascavel. Entretanto, o Danfe estava com o nome de Fabiano Sanabria Lopes, 44, o motorista preso com a carga de contrabando na semana passada.

De imediato os policiais perceberam que havia algo de errado na carga. Ao levantarem a lona e retirar a camada de sacos de adubo, encontraram os fardos com produtos contrabandeados. Adelmo será levado para a Polícia Federal em Dourados e a carga para a Receita Federal em Ponta Porã.

Os policiais acreditam que a transportadora de Cascavel não tem ligação com o contrabando, já que documento da empresa teria sido usado como “matriz” para a falsificação do Danfe. Entretanto, a empresa de Sidrolândia vai ser investigada, pois se trata da segunda carga da indústria de fertilizantes apreendida com produtos contrabandeados em oito dias.

Solto – Motorista da carreta apreendida na semana passada, Fabiano Sanabria Lopes foi autuado em flagrante na Polícia Federal, mas no dia seguinte foi colocado em liberdade pelo juiz da 1ª Vara Federal em Dourados.

Jaquetas de couro ecológico encontradas em carga de contrabando (Foto: Divulgação)
Jaquetas de couro ecológico encontradas em carga de contrabando (Foto: Divulgação)


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário