A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Janeiro de 2019

11/05/2017 08:58

Por festas, acusados de invadir delegacia em 2015 voltam para a prisão

A pedido Ministério Público, juiz decretou prisão preventiva de duas pessoas de Nova Alvorada do Sul por descumprir medidas

Helio de Freitas, de Dourados

Duas pessoas presas em 2015 acusadas de servir bebida a menores de idade em Nova Alvorada do Sul, a 120 km de Campo Grande, tiveram a prisão preventiva decretada por descumprirem medidas cautelares que deveriam respeitar para ficar em liberdade, uma delas a de frequentar festas e ficar em casa no período noturno.

A prisão de Elaine Almeida Rocha e Marlon de Lima, ambos em liberdade provisória, foi decretada pelo juiz Jessé Cruciol Junior, a pedido do promotor Maurício Mecelis Cabral.

De acordo com o promotor, a liberdade provisória estava condicionada ao cumprimento de obrigações impostas aos réus, como não frequentar festas, bares, boates e casas de prostituição e o dever de recolhimento domiciliar durante o período noturno, inclusive nos dias de folga do trabalho.

“No entanto, chegou ao conhecimento da Promotoria que os réus Elaine Almeida Rocha e Marlon de Lima descumpriram as medidas impostas pelo Juízo da Comarca de Nova Alvorada do Sul, como condição para responder o processo em liberdade”, afirma o MP.

Elaine Almeida Rocha não teria se submetido à obrigação de se recolher em casa durante o período noturno e continuava a frequentar locais com elevada aglomeração de pessoas em períodos noturnos, bem como consumindo de bebidas alcoólicas.

Já Marlon de Lima, segundo a Promotoria de Justiça, frequentou um evento festivo em comemoração ao aniversário de um ano de uma boate em Campo Grande, no dia 18 de fevereiro deste ano. A conduta infringiu inclusive a restrição de se ausentar da cidade sem prévia autorização judicial.

O caso – Elaine e Marlon foram presos no dia 20 de setembro de 2015 juntamente com Juliano Massambani Pinheiro de Souza, Fernando Nabor de Almeida, Danilo Otávio Lourenço da Silva, Hygor Dhyellison Amaral de Almeida, Matheus Almeida Rocha, Lucas Pereira Rezende Tirloni, Alex Medeiros da Silva e Jeferson Medeiros da Silva.

A Polícia Militar foi acionada após a festa causar perturbação à vizinhança. Quando chegaram ao local, os policiais constaram que, além da perturbação, o organizador da festa, Cleiton Fachiano, estava fornecendo bebidas alcoólicas a menores de idade e o prenderam em flagrante. O grupo também foi acusado de furtar a viatura da polícia para fugir.

Ainda conforme o MP, dois acusados começaram a dar socos e chutes contra a porta da delegacia e os demais ficaram do lado de fora incentivando a ação criminosa. “Não obtendo êxito com a depredação, devido a porta ser de ferro, passaram a chutar as luminárias localizadas defronte à unidade, acarretando danos a tais bens públicos”, diz a denúncia.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions