ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEXTA  30    CAMPO GRANDE 19º

Interior

Porto Murtinho fica mais de 7h sem luz e comércio diz que problema é frequente

Conforme os relatos, sempre que chove na região a energia elétrica fica comprometida; desta vez a luz acabou por volta das 23h

Por Maressa Mendonça | 22/01/2020 10:44
Energia em meia fase em supermercado de Porto Murtinho (Foto: Divulgação)
Energia em meia fase em supermercado de Porto Murtinho (Foto: Divulgação)

Chuva é sinônimo de falta de energia para os moradores do município de Porto Murtinho, distante a 431 quilômetros de Campo Grande. Entre a noite de terça-feira (21) e manhã desta quarta-feira (22), eles ficaram, pelo menos, 7 horas sem luz que continua oscilando.

“Qualquer temporal e isso acontece”, lamenta Meire Ximenes proprietária de uma pousada na Rua Coronel Pedro Celestino, no centro de Porto Murtinho. Ela percebeu que a energia tinha acabado por volta das 23h. “Aí retornou umas 5h, acabou de novo, voltou 7h30 e agora normalizou”, disse por volta das 10h.Meire se queixa da situação ser recorrente. “Não precisa estar chovendo forte, não”,diz.

Outro comerciante, de 46 anos, que pediu para não ter o nome divulgado diz que hoje foi “menos afetados”, mesmo assim, o proprietário de estabelecimento de caça e pesca reforça que investimentos devem ser feitos pela concessionária de energia. “Ontem teve um vento aqui, mas normal. Não foi forte e mesmo assim acabou a luz”.

Ele confirma que a “qualquer chuva e acaba a energia. Mudou o tempo, acaba a energia. Teve mudança de tempo, fica sem luz.

“E é em toda a cidade”, completa Júlio Ximenes que é proprietário de mercados na cidade. Ele não sabe calcular ao certo o prejuízo, mas confirma não ser apenas a perda de produtos, mas de novas vendas. “Trabalhando hoje só na base da calculadora antiga porque o nosso sistema não está funcionando desde ontem. Dá uma chuva e a energia começa a oscilar. Direto fica assim ”.

Ele afirma que a situação sempre é informada à Energisa, mas não percebe nenhuma melhora. "A gente não consegue trabalhar direito. Agora está em meia fase", finaliza.

A reportagem do Campo Grande News entrou em contato com a assessoria de imprensa da Energisa, concessionária responsável pelo fornecimento de energia em Mato Grosso do Sul, para ter detalhes sobre o problema e saber também se há previsão de investimentos para a cidade e aguarda resposta.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário