A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 28 de Junho de 2017

24/09/2013 18:53

Prefeito nega agressões e diz que médicos querem desestabilizar administração

Vinícius Squinelo

O prefeito de Rio Negro, Gilson Antônio Romano (PMDB), negou que tenha agredido os médicos do posto de saúde da cidade, Roberto Rangel e Ivan da Costa. Os profissionais afirmaram que levaram socos, fato negado pelo administrador da cidade.

Ouvido pelo Campo Grande News, Gilson dá outra versão sobre a suposta agressão, que teria ocorrido hoje (24). Segundo ele, em reunião com os médicos e vereadores da cidade, o médico Ivan o teria chamado de “muleque”, o que resultou em confusão, com troca de agressões verbais, mas nenhuma física.

“A polícia foi chamada, e pode ver que não tem nenhum corpo de delito ou testemunha, já que todos viram que não houve agressões físicas”, defendeu o prefeito.

Gilson garante que o motivo da acusação dos médicos é político. Roberto seria possível candidato à prefeitura da cidade, e estaria tentando “desestabilizar” a prefeitura. “Estão fazendo alvoroço com ajuda de vereadores da oposição”, disparou.

“Eu retirei minha candidatura para apoiar ele (Gilson) e financiei a candidatura dele, ele só ganhou com ajuda do meu partido aqui, o PSB, ele que está agindo politicamente”, rebateu o médico Roberto.

Versão dos médicos – Segundo os profissionais. as agressões teriam ocorrido durante reunião na tarde de hoje (24), no posto de saúde da cidade. Os médicos solicitaram o encontro com o prefeito para cobrar o repasse de R$ 60 mil que deveria ser repassado ao posto de saúde. Conforme Roberto Rangel, o valor não foi pago. Com a dívida, os funcionários estão sem receber, inclusive os profissionais agredidos.

“O prefeito contratou um médico plantonista, que ninguém sabe de onde veio, e paga R$ 5 mil para ele trabalhar só aos sábados e domingos. O doutor Ivan questionou como ele tinha dinheiro para pagar ele, enquanto nós estamos sem receber, e o prefeito disse que já tinha pago R$ 37 mil”, conta Rangel.

Neste momento, Ivan interrompeu o prefeito e disse que “não era moleque para ouvir mentiras”, quando Gilson teria dado um murro no médico. Rangel entrou no meio para defender o colega e também teria levado socos.
Os médicos registraram boletim de ocorrência contra o prefeito.

Prefeito agride com murros, xinga e ameaça de morte dois médicos
O prefeito Gilson Antônio Romano (PMDB), de Rio Negro, a 144 quilômetros de Campo Grande, agrediu a socos e agressões verbais dois médicos do posto d...
Corpo de pescador que estava desaparecido há quatro dias é encontrado boiando
O corpo do pescador João Dias da Silva, 54, desaparecido desde sexta-feira (23), foi encontrado às margens do rio Paraná, ontem (27) em Naviraí, dist...
Homem fica ferido ao ser esfaqueado na cabeça após discutir com colega
Homem de 45 anos ficou gravemente ferido ao ser esfaqueado várias vezes na cabeça por um colega, que foi identificado, mas não foi preso. O crime aco...



Eu sou o medico que o Dr. Ivan se refere , e pra deixar claro , ele que ha um mes esta na cidade de rio negro , e provavelmente nao sabe de nada mesmo , ja que desde que me formei pela UFMS , em 1985 , sou medico em rio negro , ja morei , ja trabalhei , ja fiz milhares de cesarias no municipio desde que tinha um "velho' hospital , ou seja ele deveria se informar melhor , e quem me chamou para trabalhar novamente em final de semana , nao so para fazer plantao , mas para realizar "cirurgias" como cesarianas por ex ,e trinta ultrasonografias por final de semana, e digo mais , ha tres meses que nao recibi um so tostao .ou seja ha tres meses que estou aguardando pra receber meus salarios .apenas para esclarecer ,o mal intecionado do colega de dizer " sei la quem e esse medico". ok ? meu crm ms
 
Mario gonzalo em 25/09/2013 19:41:31
Acredito na capacidade de goververnabilidade do Dr Gilson, pena que a oposição esteja fazendo um jogo tão sujo, imoral mas isso se quer irá abalar a administração do Dr Gilson, votei nele e confesso que ele é o melhor para Rio Negro.
 
Ana Maria Santos em 24/09/2013 19:56:48
MÉDICO NO BRASIL SÓ PENSA EM DINHEIRO. MEU SOGRO FICOU 1 DIA NA CLINICA CAMPO GRANDE. UM MÉDICO DISSE PRA MINHA ESPOSA, DE ENFARTO ELE NÃO MORRE. BEM 04(QUATRO), dias depois ele morreu de!!!!!ENFARTO), CHEGUEI NO NOSOCÔMIO, FALEI UM MONTE, E MÉDICOS PASSANDO, ALGUÉM RECLAMOU?, NÃO POIS SABEM QUE ~TODOS SÓ QUEREM DINHEIRO. TO ERRADO?, POR ISSO QUE VC VAI CLINICAS EM CAMPO GRANDE E NO BRASIL INTEIRO. É IGUAL BORRACHARIA. FAZ TUDO. ALINHAMENTO, BALANCEAMENTO, TROCA DE ÓLEO. E LÁ TAMBEM, TODOS OS EXAMES, E O MÉDICO QUE PEDE. ISSO É UMA VERGONHA. PODERIA FAZER UMA REPORTAGEM, DESSA SAFADEZA DE MÉDICOS NO MATO GROSSO DO SUL .
 
LOURENÇO CARVALHO em 24/09/2013 19:54:49
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions