A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Outubro de 2019

29/12/2017 13:53

Prefeitura antecipa salários e, para economizar, cancela queima de fogos

Vencimentos do funcionalismo foram pagos na quinta-feira; Marcos Pacco disse que licitação para compra de fogos foi realizada, mas ele preferiu não iniciar 2018 com nova despesa

Humberto Marques
Prefeitura de Itaporã depositou salário dos servidores na quinta-feira e, para evitar novos gastos, desistiu da compra de fogos de artifício para o Réveillon. (Foto: Divulgação)Prefeitura de Itaporã depositou salário dos servidores na quinta-feira e, para evitar novos gastos, desistiu da compra de fogos de artifício para o Réveillon. (Foto: Divulgação)

A Prefeitura de Itaporã –a 227 km de Campo Grande– anunciou que o pagamento dos salários de dezembro dos servidores públicos estaduais foi concluído na tarde de quinta-feira (28), com os valores já disponíveis para saque. E, dentro de políticas de austeridade e para manutenção de compromissos financeiros, inclusive com o funcionalismo, o prefeito Marcos Pacco (PSDB) anunciou que a queima de fogos no Réveillon da cidade foi cancelada.

Pacco, conforme sua assessoria, já havia adotado a prática de efetuar o pagamento dos servidores dentro do mês de referência. Desta forma, os servidores municipais receberam em dezembro o 13º salário e, agora, os vencimentos referentes ao período, totalizando R$ 3,42 milhões.

“Efetuar o pagamento dos salários em tempo hábil é uma de nossas missões que serão continuadas ao longo destes próximos anos”, declarou Pacco.

Réveillon – O prefeito também anunciou que a festa da virada em Itaporã será realizada no calçadão municipal e contará com som mecânico da equipe Paquera na Avenida. Ele anunciou ainda, que seguirá exemplos de outras prefeituras do Estado e não autorizou a queima de fogos como forma de economizar recursos públicos.

Pacco afirma que priorizou o pagamento em dia do funcionalismo e compromissos administrativos, e que a licitação para compra dos fogos de artifício chegou a ser realizada, porém, em nota, declarou que “fazer dívidas e entrar o próximo ano devendo não seria uma atitude inteligente”.

“Fogos não são uma prioridade, não vamos nos afundar em dívida e iniciar um novo ano preocupados em como sanar tais dívidas se podemos evitá-las. nossa prioridade continua sendo saúde, educação, melhorias no aspecto urbano do município, pagamento dos servidores em dia e serviços essenciais”.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions