A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 20 de Setembro de 2017

01/11/2013 20:50

Prefeitura quebra promessa e suspende linha de ônibus em Sidrolândia

Zana Zaidan
Estudantes tiram foto para comprovar que mais de quatro alunos dependem do ônibus da prefeitura (Foto: Divulgação)Estudantes tiram foto para comprovar que mais de quatro alunos dependem do ônibus da prefeitura (Foto: Divulgação)

A prefeitura de Sidrolândia, a 71 quilômetros de Campo Grande, suspendeu hoje (1) uma das linhas de ônibus que transporta universitários da cidade que estudam na Capital. A medida revoltou os acadêmicos, que dependem do transporte gratuito para freqüentar as aulas, principalmente agora, reta final do ano letivo.

A linha que sai de Sidrolândia às 11 horas e volta para a cidade às 17 foi cortada hoje. A justificativa do prefeito, Ari Basso (PSDB), é que apenas quatro estudantes tomavam o ônibus, o que não justificava os custos para manter um ônibus com capacidade para 52 passageiros. Mas, segundo os estudantes, a mesma linha é usada por aqueles que têm aulas em período integral, e assistem aulas das 7 às 17 horas.

“Entendemos que não compensa para o município manter um ônibus para apenas quatro alunos, mas é preciso levar em conta os que passam o dia em Campo Grande e, sem essa linha, vão ter que esperar o ônibus das 22h40, que leva o pessoal do noturno, passar”, explica o representante dos estudantes, Juliano Sanches.

Promessas – Há duas semanas, o prefeito afirmou que cortaria o ônibus gratuito para os universitários a partir de hoje. Mas, em audiência na Câmara de Vereadores com os estudantes na semana passada, garantiu que suspenderia a medida pelo menos até o fim do ano.

A reportagem tentou entrar em contato com Basso, mas ele não atendeu aos telefonemas. O vereador Waldemar da Costa (PDT) explicou que conversou hoje com o prefeito sobre o entendido, e ele garantiu ter sido um mal entendido.

“O coordenador de Transportes da prefeitura, José Luiz Olindo, passou o número de alunos que usavam a linha, mas não levou em conta os que dependiam dela na volta. Ao saber do erro, ele garantiu que já na segunda-feira tudo volta ao normal, e a linha das 11 horas estará disponível para os alunos”, afirma Costa.

O parlamentar é universitário, cursa Direito na Unaes e também usa o transporte da prefeitura para chegar estudar Campo Grande.

Homem é morto com quatro tiros por dupla em motocicleta
Homem de 51 anos foi assassinado com pelo menos quatro tiros, na noite desta terça-feira (19), por volta das 19h30, em frente a sua residência, local...
Analista do TJMS é denunciada por esquema de falsificação de documentos
Seis pessoas incluindo uma analista jurídica da 4ª Vara Cível do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul foram denunciados pelo MPF (Ministério Púb...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions