ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, SÁBADO  15    CAMPO GRANDE 21º

Interior

Preso grupo que matou homem com pedradas em campo de futebol

Em depoimento à polícia, os três autores confessaram o crime e alegaram rixa com a vítima

Por Gustavo Bonotto e Helio de Freitas, de Dourados | 13/05/2024 19:51
Autor da morte foi escoltado por policiais até a delegacia que investiga o caso. (Foto: Leandro Holsbach)
Autor da morte foi escoltado por policiais até a delegacia que investiga o caso. (Foto: Leandro Holsbach)

O grupo suspeito de matar um homem com pedradas em campo de futebol foi preso na noite desta segunda-feira (13). A vítima, identificada como Flávio Maury de Souza, de 44 anos, chegou a ser socorrida mas morreu no Hospital da Vida, em Dourados, município a 251 quilômetros de Campo Grande.

Os presos são Natan Gustavo da Silva Ferreira, de 21 anos, Paulo Henrique Vasconcelos Soares, 25 de idade, e Valdeir Cavalcante Ramos, 18 anos. Eles foram identificados como autores do crime por policiais do SIG (Setor de Investigações Gerais) da Polícia Civil de Dourados na noite do crime.

Conforme apurou a reportagem, os policiais conseguiram capturar Natan e Paulo Henrique após monitoramento na madrugada do crime. Eles confessaram a participação e contaram que uma briga entre Valdeir e Flávio resultou na morte.

O rapaz também confessou o crime alegando que existia rixa entre ele e a vítima. Os autores também confirmaram que agrediram Flávio até a morte com pedras, tijolos, madeiras e chutes. Eles foram autuados em flagrante por homicídio e seguem presos na unidade policial.

O crime - Testemunhas contaram que as agressões ocorreram durante a tarde, no campo de futebol do Jardim Santa Maria. Três homens agrediram a vítima com um pedaço de concreto e um tijolo. Ambos objetos foram apreendidos posteriormente pela perícia. Depois, fugiram.

Maury foi socorrido e levado ao Hospital da Vida, mas não resistiu e morreu durante a noite do mesmo dia. O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) de Dourados.

Receba as principais notícias do Estado no WhatsApp. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nas redes sociais: Facebook, Instagram e TikTok

Nos siga no Google Notícias