A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 19 de Agosto de 2019

24/11/2018 11:26

Proprietário de um dos hotéis mais famosos de MS morre em Dourados

Ângela Kempfer
De terno branco, Eraldo Saldanha no dia da inauguração do Pousada do Bosque. (Foto: Arquivo do hotel)De terno branco, Eraldo Saldanha no dia da inauguração do Pousada do Bosque. (Foto: Arquivo do hotel)

O advogado e empresário Eraldo Saldanha Moreira morreu neste sábado em Dourados, aos 92 anos. Liderança política forte na fronteira com o Paraguai, empreendedor homenageado pelo papel fundamental no desenvolvimento da região, ele é conhecido pela população em geral graças a um dos símbolos de Ponta Porã, o Hotel Pousada do Bosque.

Eraldo Saldanha Moreira teve uma parada cardíaca e morreu por volta das 8 horas de hoje, após ser atendido em hospital de Dourados. “Ele estava debilitado por conta da idade avançada”, informou o sobrinho Rodrigo Saldanha.

O empresário vivia atualmente com o filho, depois da morte da esposa Heleninha, falecida em dezembro de 2015, também aos 92 anos. A mulher era conhecida como admiradora de arte, inclusive chegou a montar uma galeria na cidade. Também adorava reunir a sociedade em grandes festas no União Tênis Clube, sob a presidência do marido.

Os dois se conheceram no Rio de Janeiro, onde o pai de Eraldo, Aral Moreira, era deputado. De volta a Mato Grosso do Sul, o casal abriu os primeiros postos de combustíveis de Ponta Porã, trouxe a marca Mercedes Benz para o município e em 1º de setembro de 1976 inaugurou o maior hotel da região.

Fundado há 42 anos, o Pousada do Bosque virou “garoto propaganda” do turismo em Mato Grosso do Sul, pela integração com a natureza em um lugar até então famoso só pelas compras. Na década de 2000, o hotel começou a entrar em decadência, mas a família retomou com força os investimentos na reestruturação do lugar.

A morte do criador acontece, justamente, no fim de semana da retomada da Copa de Pelada Pousada do Bosque, campeonato criado pelo proprietário antes mesmo da inauguração e que virou tradicional na cidade.

O velório será no auditório da Prefeitura de Ponta Porã, a partir de 14h30 e o sepultamento está marcado para domingo, às 16h30, no cemitério da cidade.

“Ele entra para a história como um grande nome dessa região. Ajudou na emancipação de municípios, inclusive, de Aral Moreira, que leva o nome do pai dele. Empresário, produtor rural, ele teve a visão arrojada de construir o Pousada do Bosque que é uma das marcas de Ponta Porã”, ressaltou o prefeito Hélio Peluffo.

 

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions