ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, TERÇA  28    CAMPO GRANDE 21º

Interior

Quatro são presos após abate clandestino de gado no Pantanal

Durante operação, além dos mandados de prisão, foi cumprido um mandado de busca e apreensão

Por Ana Paula Chuva | 25/05/2022 15:10
Jucimauro e Wellington, dois dos quatro presos na operação (Foto: Divulgação | PCMS)
Jucimauro e Wellington, dois dos quatro presos na operação (Foto: Divulgação | PCMS)

Quatro membros de organização criminosa especialista em furto de gado foram presos na manhã desta quarta-feira (25), durante operação da Polícia Civil na região do Pantanal para combate o abate clandestino de animais.

As ações envolveram seis viaturas, três barcos, 26 policiais civis e três policiais ambientais. Denominada “Marruá”, a operação cumpriu um mandado de busca domiciliar e quatro de prisão contra os membros da organização.

Conforme o boletim de ocorrências, as equipes cumpriram os mandados na região da  Fazenda Itumirim, às margens do Rio Pacu. Os quatro integrantes da organização Jucimauro Soares Paes, 50 anos e o filhos Wellington Castello Paes, 25 anos, foram presos.

Os policiais seguiram de barco pelas margens do Rio Pacu, distante 1 hora do porto geral de Corumbá e quando chegaram ao primeiro barranco encontraram um espaço de terra invadida. No local encontraram Wellington, que tentou se trancar dentro de casa e após os agentes de segurança se identificarem, ele saiu com as mãos para cima e foi algemado.

Ainda conforme o registro policial, Wellington contou que ao lado da porta estava um revólver calibre 38 com seis munições intactas e que ela era usada para defesa pessoal, mas ele não tinha os documentos do armamento. Ele recebeu voz de prisão.

Outra parte da equipe continuou seguindo pelo rio e aproximadamente um quilômetros depois, em outro barranco, encontraram mais um espaço de terra e encontraram Jucimauro portando uma faca. Contra ele havia um mandado de prisão em aberto. Ele não resistiu e foi algemado.

O homem contou que em sua casa havia duas armas de fogo, sendo uma espingarda calibre 44 com três munições intactas e duas deflagradas e uma calibre 22. Ele também não tinha documentação do armamento.

Pai e filho foram presos em flagrante e levados até a Delegacia de Corumbá. No local, Edilson Castello Paes e Jeferson Castello Pais, também filhos de Jucimauro e com mandado de prisão em aberto.

Nos siga no Google Notícias