ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  12    CAMPO GRANDE 26º

Interior

Quatro traficantes são presos após engolir 3,4 quilos de cocaína

Grupo transportava mais de 270 cápulas de droga no estômago

Por Adriano Fernandes | 08/07/2020 22:33
Dinheiro, celulares e cápsulas de cocaína apreendidos com os criminosos. (Foto: Choque)
Dinheiro, celulares e cápsulas de cocaína apreendidos com os criminosos. (Foto: Choque)

Quatro traficantes bolivianos foram presos após terem ingerido 276 cápsulas de cocaína - o equivalente a 3,4 quilos - em Miranda, município a 201 quilômetros de Campo Grande. O grupo seguia viagem em dois veículos de aplicativos que foram abordados pelo Batalhão de Choque da Polícia Militar por volta das 23h desta terça-feira (07) na BR-262, em frente ao posto da Polícia Militar ambiental de Miranda.

Ao serem parados os condutores dos veículos Siena e Versa relataram que pegaram os passageiros em Corumbá com destino a Capital. Desconfiados da situação os policiais iniciaram as buscas no veículo e encontraram com um dos suspeito, identificado como Sergio, de 24 anos, uma luva cirúrgica com 45 cápsulas da droga, pesando 520 gramas.

Com um outro traficante chamado Edwin, de 28 anos, também foram localizadas mais 34 cápsulas, totalizando 400 gramas. Ao serem questionados se estavam transportando mais drogas os traficantes admitiram que haviam engolido diversas cápsulas que seriam trazidas até Campo Grande

Eles foram encaminhados ao hospital onde foram submetidos ao raio-x e em ao procedimento médico para que expelissem as drogas. Conforme o Choque, Sérgio expeliu 55 cápsulas, totalizando 640 gramas e Edwin 43 cápsulas, que pesaram mais 530 gramas.

Os outros dois traficantes, identificados como Freddy, de 27 anos, e Osmar, de 41, expeliram mais 93 cápsulas (1.170 quilos) e 85 (1,1 quilos) respectivamente. Ao total foram apreendidos 4,350 quilos da droga e o quarteto foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Miranda. Com eles os policiais também apreenderam grande quantidade de dinheiro, mas o valor não foi revelado.