ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, QUINTA  04    CAMPO GRANDE 19º

Interior

Sem casos confirmados, comércio volta a funcionar em Bonito

Os serviços ligados ao turismo, no entanto, permanecem suspensos até 30 de abril, conforme determinação municipal

Por Geisy Garnes | 07/04/2020 17:06
Reunião entre o prefeito da cidade e o Comitê de Enfrentamento do Coronavírus aconteceu nesta manhã (Foto: Jabuty Cezar)
Reunião entre o prefeito da cidade e o Comitê de Enfrentamento do Coronavírus aconteceu nesta manhã (Foto: Jabuty Cezar)

Lojas comerciais e restaurantes de Bonito – a 296 quilômetros de Campo Grande – voltarão a funcionar nesta quarta-feira, 8 de abril. A decisão foi acertada em reunião na manhã de hoje e levou em consideração que nenhum caso da doença covid-19 foi confirmado no município até o momento. Os estabelecimentos estavam fechados desde o dia 20 de março.

Os termos para a abertura do comércio da cidade foram decididos em um encontro entre o Comitê de Enfrentamento do Coronavírus e o prefeito Odilson Soares. Durante a reunião, foi elaborado um novo decreto, que será publicado nesta quarta-feira, que libera o funcionamento de lojas de departamento, materiais de construção e prestação de serviço, bares e restaurantes.

Para isso, no entanto, os comerciantes deverão adotar procedimento de higiene para clientes e trabalhadores e trabalhar com escala reduzida de funcionários. Os restaurantes só poderão atender no sistema delivery ou à la cart. Música ao vivo ou qualquer tipo de show são proibidos nos estabelecimentos.

O novo documento prevê a volta da Feira Central do Produtor, mas determina que ela só poderá funcionar no sábado pela manhã. O toque de recolher na cidade também será alterado. Passará a ser 22h às 5h. Atualmente a circulação nas ruas da cidade é restrita a partir das 20 horas.

Enquanto isso, os serviços ligados ao turismo continuam suspensos até 30 de abril. Hotéis, pousadas, casas de aluguéis e locais cadastrados em plataformas digitais, atrativos turísticos, agencias, operadoras e transporte de turistas só devem voltar a funcionar no próximo mês.

Ainda permanecem fechados: escolas, creches, programas sociais, o CMU (Centro de Múltiplo Uso) e todos os espaços esportivos, boates, danceterias e salões de dança, casa de festas e eventos, academias, centros de ginásticas. Seguindo o decreto Estadual, a previsão de volta as aulas são para o dia 3 de maio.

Feiras, congressos e seminários, cultos e atividades religiosas que envolvam mais de 6 pessoas, também seguem suspensos. O decreto prevê, entre outras medidas, multa de até R$ 10 mil por item descumprido.

Dados – Apesar de não ter registrado nenhum caso até o momento, estudo realizado pela FGV (Fundação Getúlio Vargas) em parceria com a Fiocruz aponta Bonito como um dos municípios de Mato Grosso do Sul mais suscetíveis ao aumento de casos de coronavírus, justamente por conta do grande fluxo de turista que costumam visitar a cidade.

O dado foi divulgado na sexta-feira, 3 de abril. Para o Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus no município, as medidas de isolamento adotadas no mês passado influenciam diretamente no fato da cidade não ter nenhum caso, suspeito ou confirmado da doença.

Conforme o secretário de Turismo de Bonito, Augusto Mariano, a decisão do município em fechar as portas para entrada de visitantes antes mesmo de qualquer caso suspeito, foi essencial e tem gerado bons resultados.

“No dia 24 de março o último grupo de turistas que estava na cidade foi embora e a partir daí começamos a contar os dias de quarentena. Hoje completamos os 14 dias e não houve nenhuma notificação por parte das pessoas que tiveram contato direto com esses visitantes”, explica.

Segundo ele, após esse período de quarentena, a abertura do comércio é necessária para manter economia do município funcionando.